quinta-feira, 24 de julho de 2008

O PODER DO INDIVIDUALISMO



Ser e viver a moda nos condiciona o tempo todo?
Quem somos nos?
Vivemos em prisões comportamentais, padrões construídos.
Podemos desconstruir.
Será que realmente ao longo da vida nos tornarmos nós mesmos ou somos
caricaturas sociais?
Revelarmos por inteiro.
Expôr realmente nossa opinião.
Criar nossa própria moda.
uma real arte nova.
Uma nova maneira de economia, buscar uma nova democracia, isto é
possível ?
A religião, seja ela qual for, nos condiciona o estado.
Nos doutrina e a mídia cria os padrões ditos corretos.
Somos escravos da mídia, escravos das formas econômicas dependentes da
religião, da escola, do estado.
Quando conseguiremos realmente construir uma sociedade Libertaria?
Longe de prisões e neuroses, onde a geração 60 falhou.
Ali podia ter começado algo novo e se perderam.
Deixando-nos os medíocres anos 80 e 90.
Qual é o real papel transformador da internet?
No que ela influencia para uma economia democrática e saudável?
Ccontinuaremos escravos do consumo, do modo de vida dos shopping
centers.
A violência das grandes cidades nos proíbe estar nas praças, nos
parques.
O estado está e falido assim privatizando os espaços que seriam
realmente públicos.
Gerando medo e apatia política, somos uma sociedade pós-ideológica.
O dinheiro e o poder individual se sobrepõem ao coletivo.
Qualquer boa intenção para se construir um movimento coletivo é barrado
por práticas culturais individualistas.
Como podemos transformar tudo isso e aprender a construir uma
civilização verdadeira e humana?
Não tenho resposta só tenho perguntas.
Tento a todo tempo me descontaminar desta hipocrisia e parece-me que
ficamos cada vez mais contaminados de toda esta sujeira. Que nosso modo
de vida atual.
Uma grande teia em que somos apanhados como insetos e devorados por nos
mesmos.
Enquanto humanidade precisamos enxergar a luz fora desta caverna.
Quem já saiu fora deste buraco negro, no qual nos encontramos?
Não há resposta somente perguntas.
Somente desejo de se libertar destas algemas de ignorância e medo.
Quem sabe um dia descobriremos o fio que nos levará para fora deste
labirinto de ignorância e veremos a luz.



Joca Faria

Nenhum comentário: