domingo, 3 de agosto de 2008

Vamos fazer cinema?

Joca Faria


O Celebreiro Wallace Puosso dias destes numa amigável troca de email me desafiou a montar uma equipe de 15 pessoas em São José dos Campos acontece que meu universo hoje já é maior que nossa querida e mal falada e amada São José como ainda não aprendi a fazer roteiro tenho três nomes para roteiristas no Brasil Rynaldo Papoy, Franklin Maciel que diz ser amigo do atual Ministro da Cultura e Edison Gory dramaturgo e amigo do Wallace.
Já formei o time de roteirista contando com a minha quase talentosa presença vamos ao possíveis diretores Eduardo Pane, Joca Faria, João Nicolau e o Wallace Pousso, Franklin Maciel, pois diz que é amigo de Ministro. Então tem acesso a grana...Via o deputado Marcelo Ortiz então a direção fica com o Franklin que dado a cultura brasileira tem mais influencia.
E a elaboração do projeto passo a bola para o Woshigton da Assa oca porque tem os canais e nesta pais o que conta não é talento é canal ou quase carnal dado ao famoso texte do sofá.
Diretores de fotografia Marcelo Magano no e a menina.
Então encerro por aqui que o resto a gente contrata experientes profissionais e escala metade do elenco da região e a outra metade de RECORDIANOS E GLOBALIANOS se não não tem bilheteria um orçamento modesto de um milhão de reais eita grana boa torço para não ser desviada....que no Brasil tudo é sempre desviado em prol de nosso egoísmo...
E é capaz de me passarem a perna e roubarem a idéia , mas tudo bem isso aqui não passa de mais um texto mesmo...
Vou é comprar uma bela maquina digital e fazer meus vídeos caseiros mesmos porque há malandros de mais na cena cultural e sou muito ingênuo perto das cobras...
Mas quinze pessoas não são tão difícil o que falta é vontade e trabalho em equipe e o povo aprender a dividir parte do bolo talento nos sobram vi um belo vídeo do Nélio e do Nicolau feito num curso da Assa oca com uma câmera de três cds....que custa 2000 mil reais.
E o espetáculo do Harley Campos muito bom que produção e que texto merece circular neste planeta inteiro pena que dura no máximo dez apresentações e olhe lá por isso não quero saber de teatro como diria o Davi Fernandes de Faria não gasto meu tempo á toa prefiro escrever...
Mas é uma pena esta falta de união na cultura foi ela que acabou com o Ethos e outros embriões de projetos por isso agora sozinho eu vou montar minha editora e produtora quem sabe sozinho eu decolo. Chega de quebrar a cara e ai gostarão do Jornal do Povo....
To indo beijos....

João Carlos Faria

Gaia

Literatura, filosofia e arte...

www.mundogaia.com.br

Um comentário:

wallace disse...

Joca...

Teatro pode até durar pouco e ser volàtil (e não perene) mas das artes é hoje a que mais luta para sair dos guetos e a que mais balança as estruturas do conservadorismo e das mesmices. Muito mais que a música, o cinema e a literatura. Cada um na sua. mas, que experimentar o ritual do teatro ao vivo é inexplicável, ah,... isso é! Lá os deuses comungam com mortais. Na arena vemos escancarar nossos instintos e muitas vezes nos amedrontamos. Mas é assim mesmo. Ser artista, em geral é pra poucos. Não por ser território elitista (longe disso). Mas porque poucos aguentam o tranco. E não é nada fácil!

abç, Wallace Puosso