domingo, 7 de setembro de 2008

João Carlos, a sua mãe, tenha certeza, não é apenas uma telespectadora estupefata diante da falta de respeito com que está sendo tratado o público brasileiro que se arrisca a assisitir novelas. Tenho ouvido muitos depoimentos de pessoas que já não suportam mais estas tramas baseadas na violência pura e simples tanto física quanto moral, este mar de diálogos pobres, repetições de ações dramáticas e de recursos cenográficos, ...enfim, o cenário está cada vez pior.
Esta novela das oito (ou nove agora, da Globo) está de provocar engulhos. Será que os autores acham que o grande público só se identifica com a vileza, com a maldade? Com a baixeza de caráter? com ações mirabolantes e esquizofrênicas? Por quê não nivelar por cima? Brindar o telespectador com diálogos simples mas inteligentes, informativos, ações que elevem o espírito, engraçados mas sem cair na baixaria?
Se continarmos descendo o nível indo ao encontro do que pior existe quais são as chances de melhorarmos o universo interior dos seres humanos?
Existe Sim, vida inteligente no país chamado Brasil. E os veículos de comunicação têm a obrigação de saciar este público e também de resgatar o que poderá se transformar num público mais seletivo.
A própria TV Globo lançou anos passados em mensagem de final de ano o slogan "Se a gente não sonhar não acontece". E com o quê ela espera que as pessoas sonhem depois de assistir a essas inomináveis desgraceiras que são transmitidas? Com um mundo melhor, decididamente não será possível.

Sugiro que a TV Globo e as demais emissoras que estão se sobressaindo na produção de materiais que sempre ecoam no coração e mentes abram espaço para novos autores. , Existe muita criatividade engavetada, embotada, por falta de chances, e muitas vezes sacrificada por falta de oportunidades.

Senhores e senhoras, lancem concursos, realizem seminários, sei lá o que, mas façam alguma coisa! Principalmente pelo bem das nossas crianças, preocupaçao da mãe do Joca e motivo pelo qual resolví escrever.
Maria Theodora

Nenhum comentário: