sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Lindo texto longe do obvio do politicamente correto...voce é um marginal longe das margens uma pilula de realidade concreta...no terreno do abstrato da vida...beijos apaixonados do poeta da rosa...

Joca Faria

----- Mensagem original ----
De: Planchêz Edu <16913251011468852785@mail.orkut.com>
Para: melhores amigos(as)
Enviadas: Sexta-feira, 12 de Setembro de 2008 15:24:04
Assunto: o sexo da poesia

PARA UMA BORBOLETA


EU sou o sexo da poesia, a poesia é meu sexo,
entro de sola nesse pensamento nada absurdo,
com porquês e sem porquês,
pouco interesado com o juízo
que se faz diante do que ainda não disse
e do que agora estou dizendo
sem nada pensar e pensando em tudo
ou em quase tudo.

Um gaiola feita de letras
prende a bela no canto direito da página do crepúsculo.

Essa dança de quintal, esse seio exposto
à sucção dos lábios pastores da noite.

Busco no intervalo das frases destampar
o tampo do crânio para que sáia
de meus meus pensamentos a imagem
de teu sexo pingando alegria
pós o banho que me falaste.

EDU PLANCHÊZEsta mensagem foi enviada por Planchêz Edu. Para ver o perfil
de Planchêz, clique em:
http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=16913251011468852785

Nenhum comentário: