quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Dom Quixote...

A Carlinhos de Almeida


Joca Faria



Quando eu me for ... Quando eu morrer...Talvez você ouça Feelings e saiba que eu te amei. Não sei por que ando triste por estes dias , mas fique tranqüilo não penso em me matar...Só estou triste...Talvez porque fico decepcionado por morar numa cidade com governantes reacionários. Quem governa é sempre o espelho de um povo. Então estou triste sim não deveria , mas sinto-me só.
O meu candidato Carlinhos de Almeida passou na ultima eleição para deputado e neste ano num sábado á tarde eu o cumprimentei com a vergonha de um militante de pijamas.
Mas não consegui sair as ruas a indiferença nesta cidade oprime a gente. Ás vezes somos Dom Quixotes... Ele acaba sendo um Dom Quixote não tenho a ousadia que muitos teem de ir embora prefiro ficar e combater o bom combate... Contra esta lama de conservadorismo desta idéia ridícula de empreendedorismo...De incentivo a competição. Nunca fui um exemplo em nada e não quero ser.
Hoje numa aula de Literatura na Fundação Cultural Cassiano Ricardo a luz repentinamente se apagou. Fiquei feliz no meio daquelas trevas. E vi lindas arvores tão diferentes de minha Vila Industrial tão poluída pela Petrobras que patrocina belos projetos culturais. Ó dó de nossos Podres Poderes...Como bem cantou Caetano Veloso...
Ontem outro poeta riu de mim quando declarei meu voto a vereador...Talvez como político eu seja muito ingênuo mas acredito em mudanças reais através da política...
Esta cidade oprime seus artistas num indisfarçável cinismo das autoridades culturais... Mas eu fico , pois sou Centurião do Litter sou livre e morro pela liberdade não quero suas trintas moedas de ouro. Só quero o que é nosso por direito a liberdade.
E uma vida decente para mim e todo mudo que vive de arte. Ta somos desunidos sim. Mas isto pode ser mudado sim. Basta mudarmos a nós mesmos.
Sinto uma grande dor em minha alma...Não sei como suportarei tamanha dor...Mas sobrevivo, dia melhores virão?
Tenho toda a força, toda a vontade de mudanças reais. Nós somos nossa cidade e não aqueles que estão no poder. Eles já estão podres. E vivem com seus poderes.
Vou indo...Tudo passa...e o mundo fica...
Parabéns aos bravos guerreiros que buscam mudanças...Nesta reacionária São José dos Campos.


João Carlos Faria

www.mundogaia.com.br

Um comentário:

Wallace Puosso disse...

Como bem já disse Rita Lee: espero ter saúde pra gozar no final.
Lindo teu texto, cara! Me identifiquei com cada palavra. Por isso (exatamente por isso) caras como Renato Russo, Cazuza, Gonzaguinha, Raul, Elis fazem tanta falta. Eles tinha coragem de falar. Os bons morrem antes. Abraço-te. Você não está sozinho!