terça-feira, 18 de novembro de 2008

Tavola Redonda um simples delírio poetico...

Joca Faria

Á tarde de primavera se fez presente faz dias que não acerto a mão nos meus textos. Mas será que um dia eu acertei? Tenho recebido reclamações do poema Tavola Redonda que poema lindo que fiz. Só porque falo de sexo abertamente nunca mais escreverei um poema como aquele todo momento passa. Li alguns poemas de nosso pai Alen Ginsberg recomendo a todos que querem conhecer a verdadeira poesia do século vinte que leia Alen ele é lindo e livre em suas preferências. É o senhor poeta...Ele teve uma vida ousada e uma bem comum como qualquer um de nós. Nesta tarde sonhei com Paulo Coelho conversando comigo num quarto da casa de um antigo amigo. Ontem li mais um capitulo de sua biografia numa livraria que ainda se permite ler. Ele é homem como qualquer um de nós. Achou o caminho dele seguiu sua trajetória acho que nossa intelectualidade tem é inveja dele isto sim...Li o Monte Cinco que fala de Elias um belo livro. Talvez o segredo dele e a simplicidade e uma grande noção de markenting. Mas o que me agrada em seus livro e que todos temos uma chance até mesmo eu que me acho completamente errado e meio anjo torto.É Dazinha ta fluindo graças as suas palavras no scrap e a leitura de Ginsberg dei um tempo e estou aqui neste meu único oficio. A única hora que me sinto vivo de verdade é quando escrevo. Não me importa se vou conseguir vender pouco ou nem publicar. Ta lá o blog quem quiser que leia. Acho que não vou resistir a não escrever de sexo. O sexo faz parte de mim...Tenho que falar por todo o meu tesão para fora. Para não explodir. Que sociedade estranha não se pode falar de vagina de penis ...Mas quem pode acessar o pornotube, vê sacanagem e num simples delírio poético da faixa sete do desconhecido cd O DESTINO DA CHUVA levo tanta porrada e olha que só soltei ainda alguns CDs ...Quero e mais disponibilar na internet...Para que todo mundo acesse a minha arte. Resultados financeiros vem depois enquanto isso me arranjo por ai como sempre. Preciso viajar conhecer este imenso Brasil ser um verdadeiro beat e não um bitolado...Como conta Os Engenheiros do Havaí uma banda dos anos oitenta...que ouvia no açougue que trabalhava e sonhava com uma vida de aventuras...E continuo nesta Avenida ...Mas sair por ai com uma mão na frente e outra atrás sem dinheiro , lenço e documento não e não e não...Quero ter grana para viajar e não me preocupar. É minha gente meus textos voltarão a ter vaginas, falos e sexo isto não prejudica ninguém não ou você tem seu sexo castrado? Eu não tenho não tenho é muito tesão ta anoitecendo vou ver minha bailarina minha linda bailarina quero que ela dance um dia só para mim...Podem ficar tranqüilos voltei a atormentalos com meus textos com erros gramaticais ...E por ai vai não quero que as senhoras da poesia fiquem me corrigindo publicamente. Vou fazer uma faculdade de letras....No mais cada um que crie sua própria gramática...Foda se os bons moços da velha gramática. Somos livres e não sabemos...Beijos insanos e profanos a todos que amam a escrita...principalmente a DAYSY SERENO...Uma amiga ainda no mundo virtual...Entre tapas e beijos caminha a bem mal falada literatura ,,, Quem sabe um dia terei livros publicados para que o mundo ouça minha voz escrita é claro...Uma hora destas faço fono...Vou-me indo...estou ainda vivo...mas adormecido...ainda escravo do Bem e do Mal um dia estarei além desta Ciência do Bem e do Mal...

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte

blog artegaia.blogspot.com
site www.mundogaia.com.br

Nenhum comentário: