quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Não há nada sobre o céu de Atlântida ...


Joca Faria


Tarde de verão deveria estar fazendo outra coisa mas aguardo a chuva que não vem enquanto converso com Edu Planchez... Vejo fotos de moda neste calor em que tomo vários banhos ao dia...A
calupisita esta com a asa machucada e hoje não tive nenhuma grande crise de ausência de consciência.
Não houve tempo...Mas que tempo é este que escorre pela ampulheta...Neste admirável mundo novo..Na eterna falta de emprego...Eu que não quero escrever sobre estes temas modernos que vivo no deserto urbano de brisa e sombra...Já passou o tempo para nós..Estava a conversar com Davi Fernandes sobre a ausência da eternidade...E falávamos sobre o nada no fundo no quintal urbano de minha casa...E a chuva que não veio e ela com a asa quebrada...Já é tarde não sai de casa estes dias...Não há nada a se fazer...Nunca vou ao Rio de Janeiro e me engordo já estou pronto para ser abatido? Não sei nestes dias de ausência de dinheiro não vejo sentido e não caminho e engordo feito um porco...Será que voltarei aos infernos ainda hoje? Nunca fiz amor com homens.. nunca amei uma mulher...Mas voltarei aos abismos? Só faço estas coisas em pesadelos grandes pesadelos não descreverei não é literatura...Meus cabelos estão suados estou quase nú de short..Ainda uso shorts contrariando as tendencias machonicas...Minha barriga cresce...a beira dos quarenta anos...Ainda somos jovens tenho fé ...Sou romântico quero encontrar uma femeá que me ame e me tire deste abismo...Faz tempo que não tenho crise de fé...Nos Deuses EMBORA nunca os vi pessoalmente...Ainda bem que não sou tão degenerado quanto pensam...Devo dar pinta só porque gosto de saia? Adoro uma saia e moda ...Mas nunca fui a um desfile...Não tenho estes contatos só vejo na mídia...A sexualidade é uma coisa que preocupa todo mundo e por isto somos caretas até o fim...Tenho parado de pensar em calcinhas e de querer compralás...Mas sonhei com elas hoje no sono da tarde...Um corpo masculino com calcinhas que coisa engraçada ...Tem hora que quero raspar todo o corpo para eliminar este calor quando falo estas idéias todos se chocam...
O porque disto ainda hoje a onde neste planeta Terra seria eu bem visto..Uma brisa de verão adentra a minha casa urbana neste inicio de noite...Um dia vou a Amsterdã ...ou Paris...Será que o Rio de Janeiro é liberal Elke Maravilha prefere São Paulo acho aquela cidade árida gosto dela mas é árida...Estive na periferia dela estes dias...Sampa fede a esgoto...que pena destruímos sua natureza...
Sampa não tem mais garoa um dia eu vou morar na Mantiqueira com uma casa inspirada na Vagina...
Tentei por o cd KAOTICIDADE no computador mas não deu certo...É mp3 vou achar uma versão em wav ai funciona eu ouvi inteiro minha voz não ajuda...Ma tudo bem agora tem Beatriz Galvão..
O vento ajuda enquanto a chuva não vem enquanto não compro a casa na montanha...Enquanto não crio uma maneira honesta e sincera de ganhar dinheiro...Ainda criarei minhas próprias roupas ontem assisti a um vídeo no yotube onde em doze aulas se aprende a desenhar...Quem sabe eu mesmo desenho meus modelos...
A avenida esta barulhenta em breve a deixarei..não consigo escrever um bom texto se não for confessional...me desculpem um dia serei pura ficção...hoje sou memoria e historias...Não há nada novo sobre o céu de Atlântida...não projetei nada...não fiz uma só invenção só sonhei estar no século vinte e um ...Quando Atlântida será uma lenda...Meus caros sonhei com uma humanidade desumana ...que ouvem músicas tolas e se matam em guerras...E nós em Atlântida ...fazemos amor em templos...
Uma guerra besta entre Israel e Palestinos no chamado oriente médio...Ver este futuro...mas faz voltar ao presente...NÃO há nada novo no céu de São José dos Campos...Cadê o prometido portal intra-dimensional para eu voltar a Atlântida...O PÁSSARO AMARELO descansa ...em minhas pernas...minha sinusite toma conta ...não há luzes no céu só a chuva que não chega...

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte

www.mundogaia.com.br

Nenhum comentário: