terça-feira, 6 de janeiro de 2009

A áurea Rosa de Edu Planchez


Joca Faria


A vida nos encanta com estes fim de chuvas. Numa tarde de verão aqui no sudeste em Sampa curtimos num mesmo dia as quatro estações do ano...E eu adoro...Saio de guardachuva será que é da nova ortografia ? - Vou perguntar a Josie? - Guardachuva junto fica ai á duvida? ...Mas voltando saio de guardachuva sem medo de ser careta...Pois sou um pouco de cada...Deixo o carisma para Edu Planchez nosso pop star do coração. Se fosse eu mulher faria amor com ele ... O cara tem uma aure-a rosa e até a mãe de seu filho e Icaro Odin chama-se Rosa..
Um homem- menino de festa por onde anda espalha a alegria de adolescente único defeito gosta de parar nas padarias para ver jogos do Flamengo...Este cara foi nos anos oitenta no Rio de Janeiro o profeta Cilatian...Mas voltou do Rio como EDU PLANCHEZ ...Seu irmão foi busca lo num inverno num lugar estranho onde Edu andava nú e cantava para os pássaros...Ele retornou para fazer uma Revolução Cultural na conservadora e militarista São José dos Campos imaginem um homem luz
no meio das trevas na cidade mais militar deste pais.
Aqui comeu o pau que o diabo pregava...E trouxe a poesia através da Celebração do Renascimento da Poesia que durou por dois belos anos...Junto com a Ursa Maior, Edu Pane, Cíntia sua mulher e guerreira Marilza Francisco que sempre tá junto com ele segurando as pontas.
Ele conheceu-me na Praça Afonso PENA este DEUS poeta empurrava um carrinho de sorvete ele e Aude um outro artista sempre estão ai...Já briguei muito com Edu as vezes ele saia com cinco litros de pinga distribuindo na Afundação Cassiano Ricardo uma woodstook joseense sobre o comando de André Freire e Gervásio Diniz logo a elite politica caiu de pau em cima dos artistas e alguns se juntaram aos políticos e traíram a cena de malucos que existia na cidade.
Se bem que vi funcionários fumando maconha dentro dos carros, gente sendo presa pela guarda municipal..E algumas pessoas andando nuas no Parque da Cidade e fazendo sexo...com as capivaras.
Mas tudo passa e hoje São José segue sua caretice com vide-os a Altino Bodesan...Uma cidade que já teve a Bethy Brait Alvim como diretora da cultura com toda sua lucidez anárquica...
Uma cidade que merece um projeto de cinema e uma editora e que por ser reacionária e conservadora
gera vários artistas de varias áreas com um número grande de poetas. Com destaque para Paulo Rafael de Aguiar Godo y que seguindo ARTHUR RIMBAUD deixou a poesia aos vinte e sete anos e
já tentou vários suicídios poéticos...Quase foi preso tentando queimar livros em frente ao Paço Municipal com Nélio Fernando. Os cara tentaram invadir o gabinete do prefeito para distribuir flores
feito alguns filósofos.
Eles são discípulos pós a morte de Solfidone ...NÃO o conheceram mas seguem seus ensinamentos.
E não gostam do grupo da antiga Irmandade Neo Filosófica o grupo mais reacionário da artes locais tendo seus ex membros sendo chingando por todos. Tamém os caras queriam mudar o nome da cidade, fechar afundação e criar uma revolução anárquica e pregavam o fim das igrejas.
Usaram o famigerado LITTER para difundirem suas idéias tentando usar Edu como bode expiatório de suas revoluções.
Hoje os cara sumiram não tiveram peito de prosseguir e aderiram ao sistema virando gente normal agora são simples pais de família. E não querem saber de poesia.
Edu penou na mão desta gente maléfica demônios feito homens embora a dúvida paire sobre estes malditos eram homens? Ou demonios?
Não se sabem dizem que alguns ainda planejam tomar conta do pais usando da politica. Será que serão bem sucedidos e agora são defensores da moral e dos bons costumes e então Edu não agüentou a pressão e foi morar em Sampa e não deu certo e agora começa a decolar compondo com Tico Santa Cruz da Banda Detona utas.
Mas dizem que ele também foi membro desta seita e espalha suas idéias através da poesia e musica pois é. É Tudo verdade ou uma viagem deste escritor. Só o tempo dirá?


João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte

www.mundogaia.com.br

Nenhum comentário: