domingo, 29 de março de 2009

Uma caminhada ...

A Equipe Zero...

Joca Faria

É domingo faz dias que não faço um texto. E que andei vivendo mais que escrevendo mas quem falou que escrever não é viver? Tenho andado por São Francisco Xavier nosso querido São Xico distrito de SÃO JOSÉ DOS CAMPOS em plena Serra da Mantiqueira sonho em ter um espaço lá e construir minha casa em forma de vagina. A vida é curta e os caminhos são estreitos pelo menos o que resolvi seguir difícil é estreito. Em busca de uma liberdade real. Ainda sou um homem lunar mas busco virar solar.
Tenho feito muitas coisas que ainda são poucas na minha ultima caminhada. Desci na cachoeira do Roncador e errei o caminho andei por uma estrada cheia de montanhas onde havia um riu chamado do peixe. Cruzei uma ponte de cimento numa estrada cercada de matas virgens e muitas cachoeiras pena que ainda não tenho uma destas câmeras digitais logo arrumo uma. É só pegar um ônibus na Rodoviária Nova da cidade as nove e meia da manhã pagar dois reais. Levar um lanche e suar muito. Pela estrada afora mesmo sozinho .Até hoje nunca fui na cachoeira do Roncador acho muito urbana.
Prefiro os lugares mais selvagens. Andar andar respirar um ar bem puro. E sair de um cotidiano e suas voltas e revoltas. O mundo é um grande circulo e a vida circular.
Quase ninguém circula por estas estradas da Mantiqueira alguns carros. Dois casais de motoqueiros e um ciclistas. Com aquelas roupas estranhas e apertadas acho que vou andar de bicicleta só por causa daqueles visuais estranho ao universo careta masculino.
É que somos homens latinos por mais que sejamos modernos sempre somos um pouco machões.
Temos muito da cultura Portuguesa em nossas veias como diria o saudoso Stepan Maurer Neto que é de uma família libertária seu irmão Juliano Maurer conhece cada palmo da Mantiqueira tento seguir seus passos e um dia produzirei um documentário sobre esta serra com ele.
Eu Stepan e Reinaldo Prado um dia fizemos uma caminhada destas desci do ônibus protestando e chingando era os anos noventa. E depois tomei gosto pelas caminhadas e agora descobri que posso fazer elas sozinho e bem acompanhado comigo mesmo.
É difícil achar companhias para estas aventuras ninguém imagina o quanto é ótimo e saudavel. Gasta-se pouco menos que um ingresso de uma partida de futebol.
E aprende-se muito. As vezes sozinho ou conhecendo gente pelo caminho esta ultima foi uns vinte quilômetros.
Achei um belo riacho e entrei mesmo com tempo frio na água e como vim ao mundo. Depois caminhei e cheguei numa Vila onde serviam almoço num vendinha um belo prato feito.
Almocei e segui os treze quilômetros que faltava tinha uma grande cachoeira na beira da estrada mas não vi nenhum acesso.
Subi uma serra em baixo de chuva. Esperando ver alguns fantasmas mas não vi nenhum que ótimo não os velos. Nem um disco voador para me dar um carona.
Que bela serra que precisa ser reflorestada não precisamos mais destes pastos nossa economia não depende mais deles o lance agora é turismo rural. E outras coisitas más.
Caminhando lembrei destes ambientalistas de reuniões que não conhecem de fato nosso Vale do Paraíba buscar a preservação ambiental sem conhecer a natureza é uma ilusão.
O lance são as caminhas e trilhas ai você pega amor pelo ambiente de verdade. Só a estrada nos dá uma real experiencia ambiental.
Estamos vivendo num mundo distorcido e consumista. E só precisamos ter a onde morar, vestir-se,alimentar-se e gerar renda.
Chega de celulares, tvs de plasmas, carros do ultimo tipo isto é só o mundo exterior e nosso interior
esta um grande lixo. Cuidemos de nossa alma pois o tempo esta grande ilusão passa e nós seremos pasto de vermes.
Então aprendemos a nos conectar com o mundo invisível pois em breve seremos somente pó.
No mais um grande beijo a humanidade eu ainda lunar um dia homem solar.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte

Confira meu CD O destino da chuva no www.entrementes.com.br

http://www.youtube.com/watch?v=Um9M6ax3V2k

segunda-feira, 23 de março de 2009


Joca Faria e JB




O Mundo Gaia
Literatura,filosofia e arte
Em apoio a cena politica da cidade estará no
SÁBADO a partir das 10 horas da manhã em flente
a antiga camara municipal num ato e bate papo
com o guerrilheiro JB que participou na luta armada na década de 60 e
70.
Ele vai falar de suas experiencias.
São José dos Campos SP

sexta-feira, 20 de março de 2009

Coluna que tenho no site www.vejosaojose.com.br




Artistas em São José dos Campos, ahahaha!

Joca Faria (*)


A verdade do Universo não vem em prestação. Será que já morremos e não fomos enterrados? São José é uma cidade de artistas mortos vivos, nos eventos fúnebres e sepultados.
Hoje vou naquele sarau de cadáveres num boteco qualquer, ver a adulação dos egos solitários carentes de falsos elogios e de um bom desodorante.
Não há artistas em São José dos Campos, só gente medíocre que não conhece o cheiro de uma revolução cultural.
Vomitam e fogem só de pensar nisso. Sabem apenas chupar o sangue estatal, a grana dos pobres na cidade que produz automóveis, aviões e muitos, muitos vigaristas.
Não conheço ninguém brilhante que possa liderar um movimento cultural verdadeiro que possa mudar o nome São José das Putas.
A moçada que não sabe amar, fica só na punheta, atrás dos computadores, enviando currículos medíocres, buscando empreguinhos.
A vaidade que percorre as ruas, invade “espaços culturais”, gabinetes políticos, muitos gabinetes.
Nossos “artistas” repetem as velhas formulas sem conteúdo. Nada aprenderam, nada sabem, nada falam, nada transmitem. Fedem a merda, pois, foram cagados e não paridos.
Nossos “artistas” continuam presos nas mesmas gaiolas que nasceram, dependuradas nas varandas do Puteiro São José dos Campos, tentando repetir o que não aprenderam.
Essa geração perdida que nada assimilou, a não ser games, drogas, e aids, corre para assistir as peças teatrais encenadas com atores globais. Adora ler as notícias sobre o leilão das jóias abocanhadas pela velha prostituta francesa Lili Marinho. Essa qualquer dia vai aparecer peladona mostrando as pelancas no Big Brother Brasil. Tudo pela audiência.
O espaço na mídia é disputado pela Rede Record, do Edir Macedo, o “pedágio do senhor” e pelos padrecos da Rede Vida e Canção Nova. Querem saber: estamos fudidos.
Diga não aos ladrões do nosso dinheiro, diga não aos padres pedófilos, diga não aos pregadores bíblicos. Diga não aos ladrões das nossas esperanças. Basta de escutar apenas o ranger dos dentes podres nas bocas mentirosas. Chega dos avisos “Bem Vindo ao Inferno” É preciso renascer. É preciso lutar.
Eu não desisto. Prefiro a fogueira ao escárnio. Enquanto tiver voz continuarei gritando e rogando praga nos desgraçados políticos de plantão de quem somente um avc poderá nos livrar.(

*) Joca Faria - fariajoca@gmail.com.br - artegaia

terça-feira, 17 de março de 2009


Não há artistas em São José dos Campos...?

Joca Faria

As verdades do universo não vem em prestação ? Será que já morremos e nos esquecemos de sermos enterrados vivos. Numa cidade de artistas mortos. Sempre vamos em eventos de mortos. Estamos mortos e não fomos enterrados.
Hoje irei naquele sarau de mortos num bar qualquer ver a adulação de egos solitários . Tentamos ser e não somos. Não há artistas em São José dos Campos ? Só nos cercam gente mediócre que não sabe o cheiro de uma revolução e se sentir sentem ânsia. E fogem com suas boinas de aparências. Me mostrem um artistas talvez embriões que já nasceram mortos tentando chupar o sangue da mãe estado...NÃO vejo um homem ou mulher de pulso nesta cidade dormitório nenhuma mente brilhante ninguém. Que lidere um movimento de verdade. Talvez não seja só São José das Putas mas este Brasil inteiro. Este povo que fica atrás dos computadores e nunca vão as ruas tem medo de perder o pouco que conquistaram. Um empreguinho um título qualquer em nome da comodidade não fazemos nenhuma revolução. Nossa geração é formada por homens e mulheres sem nenhum sexo. Ninguém sabe amar. Só sabemos nos masturbar. Ninguém sabe do divino da real importância da vida. A vaidade percorre as ruas e espaços culturais, gabinetes e mais gabinetes não vejo ninguém com honra e ousadia. Só repetimos sempre as velhas formas mas cadê conteúdo?
Não conseguimos aprender que não somos o individual e sim o coletivo. Para que lermos tantos livros, fazermos faculdades se sempre somos mesquinhos a implorar um espaço nesta mídia alienante e reprodutora de velhas formas de poder.
Nunca há nada novo nesta cidade. Como em qualquer cidade não há os embriões nasceram mortos só somos reprodutores de velhas formas de arte. Nunca arriscamos um passo em direção a um novo olhar.
Que pena esta geração se perdeu por si mesma. O movimento cultural joseense ou Brasileiro não existe só a ratos querendo aprovar projetos mortos nas leis de incentivos.
O povo só assiste peças de atores globais espetáculos maravilhoso como de Harley Campos com sua genialidade já nasce morto sem ajuda nenhuma.
Ele não nos oferece lixo e sim reflexão, Paulo Rafael já jogou as armas e perambula a cidade como um morto. Jorge Saladino e Ricardo Faria falam a paredes. Só perdem seus tempos eu também.
Mas não desisto prefiro a fogueira e o escarnio. A ficar quieto.Homens vocês ainda não tem almas.
Ainda somos vermes.
Criemos coragem e tiremos as forças necessárias para criar uma revolução como nunca existiu nesta humanidade imperfeita. Deixemos de ser vermes façamos politica com alma. Arte com sexo e amor.
Chega de mentiras para nós mesmos. Admitamos nossa mediocridade, estamos num chiqueiro há inda há tempo de nos levantarmos deixarmos nossa tumba e construir o novo.
Esta chuva que mesmo sendo ácida e toxica ainda dá esperança. Chega politica e arte é uma coisa só. Acordem acordem acordem antes que seu tempo passe.
Um beijo aos que renascem aos homens que se fazem filhos de si mesmo.
Ao resto só cabe o abismo e o ranger de dentes.
Bem vindos ao inferno.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura,filosofia e arte

segunda-feira, 16 de março de 2009








O que é a utilidade?




Joca Faria




Edu PLANCHEZ disse poetas não servem para nada. Mas deveria servir para alguma coisa? E toda a humanidade adoro esta nossa falta de serventia. E as cachueiras ontem estivemos em uma em São Francisco Xavier em plena Serra da Mantiqueira.E o que é a utilidade?
Não sei e tantas tatuagens nestas nossas belas mulheres que embelezam nossos olhares. E nossos animais domésticos como eu diria para minha Calu se ela serve ou não serve? E eu sirvo para alguma coisa com estes textos que quase niiingúem lé. Meu caro Edu tudo passa eu sou passageiro hoje com uma barriga. E a pretensão de editar cinquentas livros com o título Retina de poemas de minhas primeiras fases. A serem lançados na Praça Afonso Pena. Não consigo escrever como Paulo Coelho, Saramago, Jack Keruac graças ao bom deus. Eu sou mais eu e eles são eles. Eu um dia deixarei de ser eu. E serei ser. Tudo passa e nós passaremos enquanto posso curto as cachoeiras da Mantiqueira.
Gostei de um protesto nú em Madri em defesa das focas. E eu que não consigo fazer um protesto em defesa do Rio Cambuí e de nosso Rio Pariba do Sul que fornece água para o Rio de Janeiro de Edu Planchez.
Que não consigo convencer o Fórum de Cultura Joseense que precisamos convencer a Camara
Municipal e a podre sociedade civil de São José dos Campos sobre o Fundo de Cultura.
Que utilidade temos hoje enquanto ativistas políticos se não criamos um movimento urbano semelhante ao Movimento dos TRABALHADORES sem Terra. Que crie cooperativas e gere empregos.
Se não apoiamos o projeto de renda minima de Eduardo Suplicy pelo menos os trogloditas da COM LUTAS vencerão a eleição sindical em SÃO JOSÉ. enquanto a REACIONÁRIA CUT virou pelega e os Partidos Políticos de Esquerda se renderão ao sistema são tão sujos quanto os da direita vão ver.
Por estes dias nem me animo a ler jornais nem noticias para não me desanimar. Para que serve a poesia? Para termos coragem de mudar nossas vidas. Para isso serve a leitura de livros sagrados, religiões, esoterismo e tudo mais.
SOS ao povo Tibetano SOS ao povo Tibetano.
Vamos criar uma organização politica internacional ? Ainda bem que temos Chaves, Morales,Lula e Obama.
Uma organização que mude os rumos de nossa historia recente a internet esta ai o Greenpeace e a primeira. Nos juntemos e tomemos o poder como diz Franklin Maciel não existe politica sem confronto.
Então Edu entendeu sobre a utilidade da poesia ? Ela serve como reflexão e ação.
É PURA METAFISICA ... Agora faça seu texto...
Temos que sair de cima do prego que nos espeta. Façamos a história enquanto estamos vivos ou morreremos e seremos só uma data de nascimento e outra de falecimento. E voltaremos a este vale de lágrimas.
Viva os animais eles não pensam. leiam Samael Aun Weor.
Façamos a nossa parte resolvamos os problemas e dilemas de nossa época Jesus Cristo, Ghandy, Che Guevara entre outros já fizeram a parte deles.
Agora sou mais eu e você caro leitor.
Voce e a mudança só cabe a você mudar a si próprio e ai mudará o mundo.
Então nos veremos por ai. Enquanto o universo permitir preciso encerrar para fazer minha meditação diária de todo santo dia santo.
Um beijo a humanidade nada mais que um beijo.
Estou num dilema qual a cor que pinto meu cabelo?



João Carlos Faria



Mundo Gaia



Literatura,filosofia e arte



Vejam meu CD O destino da chuva no http://www.entrementes.com.br/



Vejam poema do cd KAOTICIDADE NO YOTUBE...



domingo, 15 de março de 2009


A uma quase leitora...

Joca Faria

Uma cadeira vazia no orkut. Umas criticas no email. E tó curtindo este livro On the road de Jack Keruac . Gostaria de ler um bom livro por uma semana sem nenhuma interrupção. Tanto faz ser bom ou mal escritor o importante e escrever. Não acertamos sempre mas o que é o belo e o feio? De Saramago só li o Evangelho Segundo Jesus Cristo e adorei lerei outras obras deste mestre. Quem vive de literatura que eu saiba ninguém? O importante é se expressar e nada mais. O resto passa e a escrita fica ai registrada. É tudo muito passageiro e não devemos ter pretensões de nada. E já estamos na estrada queiramos ou não. Então vamos nos divertir e pronto. Enquanto não morremos de um câncer ou uma doença qualquer enquanto uma bala perdida não ache nossa cabeça ou uma dengue nos ceife a vida.
Vivamos com ética mas sei lá o que isto signifique. Ninguém sabe o que realmente veio fazer aqui neste mundo. E pronto. Religiões e times de futebol nos são oferecidos nos supermercados da vida assim como filosofias e politicas. Não há roteiro a seguir. E nunca há volta e nunca deixarei de escrever enquanto estiver lúcido mas existe lúcides ?
Eu escrevo porque me dá prazer e nada mais.Talvez não escreva para você talvez me faça entender para outra pessoa. Ou para mim mesmo. Jack me atingiu em cheio talvez outras pessoas o leram e não o entenderam. E assim é a escrita um registro de uma vida. Estes BEAT faziam uma literatura mais próxima da vida real sem nenhuma fantasia. Mas também adoro contos de fada. Só não gosto de livros de auto ajuda por enquanto. Mas há quem goste, portanto devemos seguir em frente sem olhar para trás se morrer hoje deixo O destino da chuva e Kaoticidade perdidos na internet.
Então minha cara senhora ache seu caminho que já´achei o meu.
Adorei vossa critica e de outros o importante e viver neste plano físico.
Acharmos a saida de nosso labirinto hoje estive na Mantiqueira e lá estarei sempre um beijo a toda humanidade nada mais que um beijo.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte...

quinta-feira, 12 de março de 2009




Homens também dão a luz

Joca Faria

Nós homens nascidos em séculos passados não estamos a altura dos BEAT e suas fantásticas viagens. Vivemos nossas belas vidas comuns. Agora leio Jack Keruac e seu On the road lendo sua biografia na Wilkepedia descobri que ele era muito enfruenciado pela mãe e alguém comum. Mas o que há de comum com Jack através dele descobri que Homens também dão a luz...
Vivemos demais nossas adimiráveis vidas comuns. Hoje andei pelo centro de minha cidade numa enorme reforma. Eu que devo entrar em reforma seja espiritual, mental e financeira.
O que fazemos de nossas mediócres vidas além de participar de reuniões sem nenhum fruto. O povo sim é feliz cuidando de suas vidas normais.
Gostaria de ser o cara e nunca fui e nem serei? Que droga o que se esconde e qual é o
segredo da montanha russa?
Tudo está numa balança conseguiremos compreender a vida além do bem e do mal?
Um dia teremos a exata noção de que somos povo. Os outros sempre são e nós nunca nada. Nunca temos identificação de nada. Já não ligo para nada só quero viver. O hoje e nada mais. Aprender os ensinamentos gnósticos e pólos em prática.
Não não quero ser santo nem demônio quero ter minha consciência resgatada e saber quantos átomos a em meu corpo. Hoje sua pura ilusão.
Mas nunca deixamos de ser não conseguimos distinguir entre o sonho e a realidade onde estamos nesta exato momento.
O tempo é uma ilusão não vou mais aceita lo para mim ele já não existe. Quero ir além do tempo. Mas qual é o segredo da montanha russa?
Juro que ainda não sei, fiquei dias sem escrever e agora escrevo sem parar. Estar vivo para mim e escrever. Como também ser bem comum e observar a vida acontecendo ao meu redor. Sem nada há dizer somente a observar.
Tudo passa e tudo volta como o pendulo um dia partirei deste plano mas sempre volto. Quero ir além da montanha russa...Quero ver além de meus olhos te sentir te tocar e te amar.
Não devemos julgar nada nem ninguém aquele menino que matou muita gente na Alemanha poderia ser qualquer um de nós.
Como as vitimas. O que leva alguém a uma loucura deste tipo...Que tipo de sociedade estamos criando?
Devemos mudar como diz o profeta carioca Gentileza gera Gentileza então Ódio gera Ódio precisamos redescobrir o amor.
Sem ele não adianta conforto nem dinheiro nem poder pois tudo é passageiro e tudo é
uma ilusão.
Precisamos aprender a criar nossa alma.


João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura Filosofia e arte

Veja meu CD O destino da chuva no

www.entrementes.com.br

http://www.youtube.com/watch?v=GBQxfsGpJWY

domingo, 8 de março de 2009



Mediócres somos todos nós...

Dedicado a Renato Ortiz
Menina não sabe o quanto é difícil ser porra louca. Tó fora um beijo ando lendo N the road de Jack Keruac BELO livro...E descobri hoje o escritor Renato Ortiz um beijo a você e a toda humanidade...um dia quem sabe nos libertemos desta nossa prisão mas o caminho é longo e penoso...e sem descanso...
Para Vanessa Alves
Oi hoje assistindo a TV e zapeando a procura de algo inteligente vi uma chamada na TV Aparecida num programa com o escritor Renato Ortiz que ia ao ar as cinco da tarde deste belo domingo de calor guardei o horário. E não me arrependi e entre comer um sonho é lembrar que Fernando Henrique Cardoso adora estes sonhos de padaria degustei as idéias inteligentes desta nossa mente brilhante a qual desconhecia. Mas que pretendo ler todos os livros que publicou e procurar ler seus artigos na internet e mídia em geral. Afinal não é a toda hora que encontramos uma
mente brilhante que pensa em Português e decifra este mundo pós globalização e ele falava justamente em cultura e sua importância.
O programa referido é Sintonia da TV Camara que vai ao ar na TV Aparecida todo domingo as cinco e as vinte duas e trinta vale a pena assistir.
Que bom que começamos a ter esta variações de canais públicos de TV e a troca inteligente que eles fazem. Afinal conhecimento e informação nunca são demais. E num pais ensolarado como este que mal conseguimos chegar num computador sem que se derrame bicas de suor.
E livros nas livrarias são muito caros cabe a nós que temos pouca grana para consumo intelectual usar a internet e comprar livros em sebos como o On the road de Jack Keruac que retrata como outros de sua geração Beat um Estados Unidos diferente e mais humano. Com dificuldades para o povo com as nossas neste pais Latino.
Lendo escritores conhecemos culturas de outras épocas no caso deste livro uma cultura próxima da nossa. Ler este livro da vontade de chutar o balde e por o pé na estrada mas a vida não é bem assim peguemos a mochila quando estivermos bem estruturados mas peguemos a mochila e pé na estrada.
Tanto Renato Ortiz como Jack Keruac devem ser lidos cada um a seu modo e de escritor em escritor crio a minha própria escrita e você que faça a sua.
Sem nenhum medo de errar afinal a vida é feita de acertos e erros. E alguns clichés e como diria Davi Fernandes de Faria mediócres somos todos nós.
Então leia amos pensemos, meditamos e escrevemos.
Adoro ir as quintas no SESC e ver um monte de gente que escreve mata um monte de ego egocêntrico façamos a mistura a bela mistura da arte,cultura, filosofia, religiões ,esoterismo e politica ai transformaremos a nossa vida e a do próximo.
Nunca devemos usar nosso pouco saber para nosso egoismo.SEJAMOS LIBERTÁRIOS. O quanto antes. E não seremos uma data de nascimento e outra de morte fechando um vazio existencial sejamos a diferença e não a multidão.

sexta-feira, 6 de março de 2009

Cultura em xeque

Joca Faria

Li e ré li o artigo de Adriano Pereira e não consigo discordar dele o meio cultural de São José dos Campos é sempre imaturo. Não consegue entender a importância de fazer politica no sentido de bem comum.
Talvez seja o mau hábito da Fundação e o não aprofundamento dos debates nas antigas comissões temáticas.
Talvez seja o fato dos artistas da cidade não se enxergarem enquanto cidadãos antes de serem artistas.
Mas acredito que uma gestão mais democrática e um conselho mais critico pode mudar os rumos.
Surgem grupos como o de Artes Plásticas como o Arteateh e o próprio Fórum com perdas e ganhos aprende os dificieis caminhos da articulação politica.
Uma Fundação Cultural bem administrada pode alavancar a as artes e cultura na cidade e na região.
Temos hoje enquanto desafio social a criação de alternativas de geração de renda e a cultura já contribui e muito nesta área como a indústria cinematográfica São José já´
teve um embrião de um Núcleo Cinematográfico mas por imaturidades da cena cultural foi perdido.
Cabe agora retomarmos este processo e cabe a cidade debater afundo o Fundo de Cultura aprendemos muito com a lei Jorley mas ela precisa ser revista Cláudio Mendel falou na reunião que o limite de quarenta por cento para a contratação limita a Fundação.
Espero que os Produtores Culturais e artistas comecem a debater com a Camara Municipal os rumos da Fundação e o Fundo. Ai sim conseguindo avançar a politica cultural bem além de 2012.
Parabéns Adriano por seu espirito critico e análise.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura,filosofia e arte

domingo, 1 de março de 2009




Seja bem vindo nesta tarde ensolarada de Domingo...Os raios da tarde prevalecem neste dia...Vou é dar umas voltas meia volta vamos dar onde anda anda anda Dona Ciranda?
Ouço Elis Regina e Paulo Rafael de Aguiar Godo y os ouço sem nenhum dilema Diógenes renasceu e procurou -me nesta tarde dominical no meu orkut... E ainda trouxe me um belo poema de Carlos Dromund de Andrade vou lelos tanto Diógenes e Drummond e Paulo Rafael... Ainda há muitos há caminhar para eu ser um real poeta...Mas ei de atravessar estes portais hoje em meus sonhos a luxuria tomou- me conta... E os desejos carnais afloraram orei a mãe divina e fui salvo...Eis que ainda me tornarei um anjo? Ou serei arrojado aos infernos isto só depende de mim mim mim...Eu sou ...
Hoje gostaria de estar com ela em nossa alcova mas não estamos me resta ainda o fim desta tarde de quarenta graus...Quero ó musa teu doce corpo de bailarina possuir-te numa noite de lua cheia ao som das águas de março...
Quero ser feliz ao teu lado...Cadê a realização da profecia feita numa tarde de sábado voltando de minhas andanças?...
Eu que tanto caminho hoje preferi o conforto de minha casa guardando as energias para outros dias que virão.
A felicidade é uma invenção? Acredito que não quando ouço um poema meu musicado pelo poeta Paulo Rafael...
Que os Deuses o protejam dentro de sua caverna mental...Nos cantamos há São José dos Campos cantemos nossa amada cidade.
Por onde tu andantes Diógenes cadê sua lanterna?
Eu preso dentro de mim mesmo busco o sol e sua luz seremos o sol um dia?
Meus caros nosso destino não é o inferno é o Aim e nada mais que o Aim Aim Aim.
Vou me embora caminhar neste fim de tarde...Imaginar quando a terei em meus braços neste momento talvez ela assista a uma missa.
Prefiro que façamos amor nada mais que amor num grande silencio numa só oração.
Dois seres tornando-se um só ...




http://www.youtube.com/watch?v=3VMVUozdpIE