sexta-feira, 6 de março de 2009

Cultura em xeque

Joca Faria

Li e ré li o artigo de Adriano Pereira e não consigo discordar dele o meio cultural de São José dos Campos é sempre imaturo. Não consegue entender a importância de fazer politica no sentido de bem comum.
Talvez seja o mau hábito da Fundação e o não aprofundamento dos debates nas antigas comissões temáticas.
Talvez seja o fato dos artistas da cidade não se enxergarem enquanto cidadãos antes de serem artistas.
Mas acredito que uma gestão mais democrática e um conselho mais critico pode mudar os rumos.
Surgem grupos como o de Artes Plásticas como o Arteateh e o próprio Fórum com perdas e ganhos aprende os dificieis caminhos da articulação politica.
Uma Fundação Cultural bem administrada pode alavancar a as artes e cultura na cidade e na região.
Temos hoje enquanto desafio social a criação de alternativas de geração de renda e a cultura já contribui e muito nesta área como a indústria cinematográfica São José já´
teve um embrião de um Núcleo Cinematográfico mas por imaturidades da cena cultural foi perdido.
Cabe agora retomarmos este processo e cabe a cidade debater afundo o Fundo de Cultura aprendemos muito com a lei Jorley mas ela precisa ser revista Cláudio Mendel falou na reunião que o limite de quarenta por cento para a contratação limita a Fundação.
Espero que os Produtores Culturais e artistas comecem a debater com a Camara Municipal os rumos da Fundação e o Fundo. Ai sim conseguindo avançar a politica cultural bem além de 2012.
Parabéns Adriano por seu espirito critico e análise.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura,filosofia e arte

Nenhum comentário: