terça-feira, 17 de março de 2009

Não há artistas em São José dos Campos...?

Joca Faria

As verdades do universo não vem em prestação ? Será que já morremos e nos esquecemos de sermos enterrados vivos. Numa cidade de artistas mortos. Sempre vamos em eventos de mortos. Estamos mortos e não fomos enterrados.
Hoje irei naquele sarau de mortos num bar qualquer ver a adulação de egos solitários . Tentamos ser e não somos. Não há artistas em São José dos Campos ? Só nos cercam gente mediócre que não sabe o cheiro de uma revolução e se sentir sentem ânsia. E fogem com suas boinas de aparências. Me mostrem um artistas talvez embriões que já nasceram mortos tentando chupar o sangue da mãe estado...NÃO vejo um homem ou mulher de pulso nesta cidade dormitório nenhuma mente brilhante ninguém. Que lidere um movimento de verdade. Talvez não seja só São José das Putas mas este Brasil inteiro. Este povo que fica atrás dos computadores e nunca vão as ruas tem medo de perder o pouco que conquistaram. Um empreguinho um título qualquer em nome da comodidade não fazemos nenhuma revolução. Nossa geração é formada por homens e mulheres sem nenhum sexo. Ninguém sabe amar. Só sabemos nos masturbar. Ninguém sabe do divino da real importância da vida. A vaidade percorre as ruas e espaços culturais, gabinetes e mais gabinetes não vejo ninguém com honra e ousadia. Só repetimos sempre as velhas formas mas cadê conteúdo?
Não conseguimos aprender que não somos o individual e sim o coletivo. Para que lermos tantos livros, fazermos faculdades se sempre somos mesquinhos a implorar um espaço nesta mídia alienante e reprodutora de velhas formas de poder.
Nunca há nada novo nesta cidade. Como em qualquer cidade não há os embriões nasceram mortos só somos reprodutores de velhas formas de arte. Nunca arriscamos um passo em direção a um novo olhar.
Que pena esta geração se perdeu por si mesma. O movimento cultural joseense ou Brasileiro não existe só a ratos querendo aprovar projetos mortos nas leis de incentivos.
O povo só assiste peças de atores globais espetáculos maravilhoso como de Harley Campos com sua genialidade já nasce morto sem ajuda nenhuma.
Ele não nos oferece lixo e sim reflexão, Paulo Rafael já jogou as armas e perambula a cidade como um morto. Jorge Saladino e Ricardo Faria falam a paredes. Só perdem seus tempos eu também.
Mas não desisto prefiro a fogueira e o escarnio. A ficar quieto.Homens vocês ainda não tem almas.
Ainda somos vermes.
Criemos coragem e tiremos as forças necessárias para criar uma revolução como nunca existiu nesta humanidade imperfeita. Deixemos de ser vermes façamos politica com alma. Arte com sexo e amor.
Chega de mentiras para nós mesmos. Admitamos nossa mediocridade, estamos num chiqueiro há inda há tempo de nos levantarmos deixarmos nossa tumba e construir o novo.
Esta chuva que mesmo sendo ácida e toxica ainda dá esperança. Chega politica e arte é uma coisa só. Acordem acordem acordem antes que seu tempo passe.
Um beijo aos que renascem aos homens que se fazem filhos de si mesmo.
Ao resto só cabe o abismo e o ranger de dentes.
Bem vindos ao inferno.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura,filosofia e arte

Nenhum comentário: