domingo, 29 de março de 2009

Uma caminhada ...

A Equipe Zero...

Joca Faria

É domingo faz dias que não faço um texto. E que andei vivendo mais que escrevendo mas quem falou que escrever não é viver? Tenho andado por São Francisco Xavier nosso querido São Xico distrito de SÃO JOSÉ DOS CAMPOS em plena Serra da Mantiqueira sonho em ter um espaço lá e construir minha casa em forma de vagina. A vida é curta e os caminhos são estreitos pelo menos o que resolvi seguir difícil é estreito. Em busca de uma liberdade real. Ainda sou um homem lunar mas busco virar solar.
Tenho feito muitas coisas que ainda são poucas na minha ultima caminhada. Desci na cachoeira do Roncador e errei o caminho andei por uma estrada cheia de montanhas onde havia um riu chamado do peixe. Cruzei uma ponte de cimento numa estrada cercada de matas virgens e muitas cachoeiras pena que ainda não tenho uma destas câmeras digitais logo arrumo uma. É só pegar um ônibus na Rodoviária Nova da cidade as nove e meia da manhã pagar dois reais. Levar um lanche e suar muito. Pela estrada afora mesmo sozinho .Até hoje nunca fui na cachoeira do Roncador acho muito urbana.
Prefiro os lugares mais selvagens. Andar andar respirar um ar bem puro. E sair de um cotidiano e suas voltas e revoltas. O mundo é um grande circulo e a vida circular.
Quase ninguém circula por estas estradas da Mantiqueira alguns carros. Dois casais de motoqueiros e um ciclistas. Com aquelas roupas estranhas e apertadas acho que vou andar de bicicleta só por causa daqueles visuais estranho ao universo careta masculino.
É que somos homens latinos por mais que sejamos modernos sempre somos um pouco machões.
Temos muito da cultura Portuguesa em nossas veias como diria o saudoso Stepan Maurer Neto que é de uma família libertária seu irmão Juliano Maurer conhece cada palmo da Mantiqueira tento seguir seus passos e um dia produzirei um documentário sobre esta serra com ele.
Eu Stepan e Reinaldo Prado um dia fizemos uma caminhada destas desci do ônibus protestando e chingando era os anos noventa. E depois tomei gosto pelas caminhadas e agora descobri que posso fazer elas sozinho e bem acompanhado comigo mesmo.
É difícil achar companhias para estas aventuras ninguém imagina o quanto é ótimo e saudavel. Gasta-se pouco menos que um ingresso de uma partida de futebol.
E aprende-se muito. As vezes sozinho ou conhecendo gente pelo caminho esta ultima foi uns vinte quilômetros.
Achei um belo riacho e entrei mesmo com tempo frio na água e como vim ao mundo. Depois caminhei e cheguei numa Vila onde serviam almoço num vendinha um belo prato feito.
Almocei e segui os treze quilômetros que faltava tinha uma grande cachoeira na beira da estrada mas não vi nenhum acesso.
Subi uma serra em baixo de chuva. Esperando ver alguns fantasmas mas não vi nenhum que ótimo não os velos. Nem um disco voador para me dar um carona.
Que bela serra que precisa ser reflorestada não precisamos mais destes pastos nossa economia não depende mais deles o lance agora é turismo rural. E outras coisitas más.
Caminhando lembrei destes ambientalistas de reuniões que não conhecem de fato nosso Vale do Paraíba buscar a preservação ambiental sem conhecer a natureza é uma ilusão.
O lance são as caminhas e trilhas ai você pega amor pelo ambiente de verdade. Só a estrada nos dá uma real experiencia ambiental.
Estamos vivendo num mundo distorcido e consumista. E só precisamos ter a onde morar, vestir-se,alimentar-se e gerar renda.
Chega de celulares, tvs de plasmas, carros do ultimo tipo isto é só o mundo exterior e nosso interior
esta um grande lixo. Cuidemos de nossa alma pois o tempo esta grande ilusão passa e nós seremos pasto de vermes.
Então aprendemos a nos conectar com o mundo invisível pois em breve seremos somente pó.
No mais um grande beijo a humanidade eu ainda lunar um dia homem solar.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte

Confira meu CD O destino da chuva no www.entrementes.com.br

http://www.youtube.com/watch?v=Um9M6ax3V2k

Nenhum comentário: