quinta-feira, 30 de abril de 2009



Construção


Quando se trata de destruir, todas as ambições se aliam facilmente."


Paulo Gomes


Joca Faria


Esta frase de Paulo é muito interessante mas podemos mudala para ...
Quando se tratar de construir, todos os belos corações se aliam facilmente.
Estamos num momento histórico pois todo presente é histórico. É onde as coisas acontecem precisamos vibrar positivamente. E isto não é fácil. Mas não é impossível. Deixar a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo como bem canta Walter Franco é difícil. Estamos expostos a sede de consumo ontem desliguei a TV PORQUE me cansei de tanta propaganda e fui me deitar.
A internet me anima pois vejo milhões de corações conectados e buscando a saída da caverna.
Assim com muito tropeço descubro que não estamos sós. Vemos o tempo todo a aflição numa sociedade onde todos somos cobrados o tempo todo. Onde a burocracia reina absoluta em todas as áreas. As mafias parecem fortes ...Mas eles não são. Nos é que estamos desarticulados e pensando egoistamente. Vamos aprender a vibrar e encontrar nosso igual. Temos milhões de defeitos. Mas temos centenas de qualidade.
E as centenas podem ser mais forte que as milhares. Estamos nesta terceira dimensão para aprender.
Nossa parece uma auto ajuda mas é o que sinto neste momento. Tenho dificuldades para aprender a meditar e não desisto vou enfrente os pensamentos povoam as responsabilidades, os desejos carnais, fantasias e realidades se misturam mas chegarei lá. Seja la´onde for... Gosto da politica pois temos que chegar a aprender a lutar pelo que é comum por nossa comunidade que com a internet acaba sendo todo lugar. Onde há humanidade. A arte é o processo de aprendizado e onde vemos um espelho que reflete em que parte de nosso caminho estamos para o mal e o bem...
Um dia estaremos acima do bem e mal. Ainda estamos longe de chegar lá. Como longe do bem comum.
Mas a preserve rança nos faz forte chegaremos lá pois demos vários passos ...Que deveriam ser descalços para sentir a energia de mãe terra. Busco não me repetir mas isto é vibração e coração.
É o diamante que um dia se transformará ...Estamos em guerra contra nós mesmos...Venceremos a poesia é a vida e não o poema. Ele o poema é simples materialização ...
Pois vamos acreditar de verdade.
Que quando se trata de construir, todos os belos corações se aliam facilmente.
Temos que superar esta dor niilianista. Que é o retrato da sociedade fascista na qual vivemos. Chega de propaganda de venderem idéias que não nos satisfaz criemos nosso próprio modo de vida.
Somos ou não somos humanos?

João Carlos Faria

República Libertária de Passargada

Literatura, filosofia e arte


terça-feira, 28 de abril de 2009



Hé hé hé Vanguarda ????


Joca Faria



A poética dentro de nosso mundo contemporâneo o que é a poética ? É a linguagem humana tentando atingir o sublime. O que é a arte em nossa ansiosa contemporaneidade ela a arte esta além de nossas vaidades. Além da tola sede de sucesso que é o que se vende em nossos dias? A arte é a nossa busca pelo sublime. Temos hoje o acesso a uma tecnologia como nunca se teve antes. Em grandes centros espaços culturais. Escola que bem ou mal nos serve.
Mas e ai ? E daí...? Desfrutarmos de tudo isto de modo inteligente ou não? Usando de nossas vaidades ou não.
Sinceramente ainda não sei o que é a arte régia ? Mas a linguagem dos deuses esta ai..? A arte contemporânea é uma novidade. Não entendi aqueles guardas-roupas encaixados num lugar qualquer ou qualquer lugar...Nem entendo a lei do Sete ? Tão falada por Samael Aun Weor ... Mas vejo a arte até num borrão numa calçada qualquer falo as pessoas e sou criticado...A arte está na beleza da serra. Como para mim é poesia o barulho de carro que corta a avenida de minha casa. Não sei nada por isto enquanto produtor não julgo ninguém ... Gosto de bienais gostaria de ir a Documenta em Berlim tenho dúvidas enquanto ao folclore ou arte popular paparicada demais em minha cidade . Este povo como em São Jose´o senhor Zé Mira e sua he he he vanguarda tá ele parece meu avó e daí,,,
Sempre gostei dele mas daí ser o máximo de uma comunidade? Odeio o censo comum como o universitário. Diploma é uma mentira social que se mantém... Temos que estar aberto ao novo ou olhar tudo como se fosse novidade...Quero entender a chamada arte comteporanea. Pois o caipirismo está dentro de mim e de você.
Não vejo as folcloristas como mentes abertas gosto delas enquanto ser humano...Tenho dúvidas milhões de dúvida ...em relação aos folclorista ...Prefiro pisar o chão de nossa Mantiqueira e andar numa trilha de bandeirantes ..Gosto de um caldo de cana num mercado qualquer...Viver as letras e filosofias e bem mais difícil que ler um monte de livros , fazer uma tese que ninguém lé e nunca acrescenta nada ao mundo... Com a aqueles doutores se achando gênios. Mas não fazem um desenho ou escrevem com alma.
A arte vem de nossa alma. Seja algo colorido como aqueles guardas-chuvas...uma música caipira e até uma batida de fanke carioca.
Cazuza não cantava bem mas diz fundo na alma. Ser artista é desvendar a vida é ser politico e as vezes apolítico...Partidário ou não. Adorei a angustia de Goya no filme como seus quadros.
Gosto da jangada ...Gosto do Grito de EDVARD MUCH não preciso entender no racional abandonei a profissão de açougueiro por este caminho que é um enorme labirinto...Cadê o fio?
A vida é bem curta os sonhos são muitos e só temos perguntas?
Um amigo dizia ontem que o Parque da Cidade deveria abrigar umas ruas com todas as escolas esotéricas existentes para as pessoas escolherem a que melhor lés convenha.
Não sei de nada...Com quase quarenta anos ...Prefiro correr riscos ...Me jogar em abismos...
pintar o cabelo e criar minha própria maneira de ganhar dinheiro...
Não sou nenhum alquimista que tira ouro das mãos. Nem filho de banqueiros para me bancar filmes. Sou poeta,artista, politico ? Não sou uma multidão de máscaras ... Onde está a verdade?
Procuro dentro de mim...Voce que ache a sua...Eu acho a minha ...Mas oque é arte conceitual? Arte
régia? A lei do sete? O que é magia ? Bem e Mal? Poder?
Sou uma pássaro numa gaiola de carne assim falou um capitão de uma nave espacial ... Quando terei a minha carona...Quero ir a Ilha de Lost ...VAMOS pintar o banhado de que cor...? Bolinhas de sabão nos chafariz?
Ou protestar pelos nossos rios mortos ... Que pena ainda não somos? Ou já somos? Ou não somos?
Quando te levarei para a cama ?

João Carlos Faria

República Libertária de Passargada

Literatura , filosofia e arte


http://www.youtube.com/watch?v=F3V6Pm2RfYY
Por Zenilda Lua



Joca!
Joca...
E haja verve.
E deixe queimar as febres no caldeirão do amor.

Vou plantar melancia
pra me dar flor todos os dias.

Z

sexta-feira, 24 de abril de 2009



Rita Elisa Seda...


Esta tal de arte conceitual ?


Joca Faria


Desliguei o computador apressadamente , tomei banho, comi,peguei o ônibus todo social deixei o estômago reservado para os quitutes de um lançamento. Iria botar o papo em dia quando chego a biblioteca fechada errei o dia? Depois através de uma amiga que não vejo a meses descobri que foi de dia. E olha que desliguei o computador com tristeza pois ando meio displicente enquanto escritor. Tá sei que não sou dos melhores. Que erro a bendita gramática de CAMOES,PESSOA, GUIMARAES. Pra citar alguns mestres que já li... Tem outros que ainda não li. E por estes dias para desespero dos literatos ando a ler Paulo Coelho e seu Brida e confesso abestalhado cheio de dentes que não é tão ruim quanto dizem por ai...
A culpa é de uma tal de arte conceitual que o GIAN anda a divulgar no Arteateh um grupo dos bons de artes plásticas de São José dos Campos. Vivo a ler suas mensagens e viajo na maionese pois o novo é sempre mais difícil. E eu que comecei usando os conceitos modernistas. Nada de rimas pobres, soneto...Que já andei de saia. Invadi bienais agora tem esta tal de arte conceitual eu que já estava na hipermodernidade de Giles Leposvetky e curtindo as idéias do Movimento Provos, que estudo Gnose. Terei que entender desta tal de arte conceitual e como se aprica na literatura e no cinema digital. Mas estou a deixar de fazer um texto por dia e isto me deprime. Eita falta de criatividade ontem fui a palestra do Paulo Rafael que me desculpe os muitos. Ele sim é poeta e dos bons. Tem também o Reginaldo Gomes que supriende-me a cada texto sei que hoje sou prosador que preciso produzir texto para meu terceiro cd. Talvez este o Akira faça a trilha...E ganhar uma grana para lançar o livro Retina pena que num vende isto é que nos dói. Espero que o Edu Planchez vá no Domingão do Faustão vai lá Edu torço pro sé.
Mas gente nem falei da Rita Elisa Seda este sim é um encanto de pessoa confesso que há li pouco
só o romance Ciber Garagem ela merece o espaço que anda conseguindo. Mas nos artistas joseenses também merecemos uma editora, produtora e confessora fiquei frustrado com a reunião da Fundação Cultural quando o Mendel me falou que não vai ter editora e pronto. E os literatos de plantão silenciaram nem um espirituzinho corporativo nos temos. Enquanto nossos deputados incluindo Gabeira tem de sobra.
E não adianta eu protestar pois uma voz sozinha não faz coro. O Mendel vai perder a chance dele enquanto gestor cultural? Pra que serve uma Fundação Cultural ? Por isto só quero fazer as coisas de agora em diante em espaços privados e alternativos.
Agora estou na campanha da lei que institui o programa de renda básica garantindo a todo cidadão brasileiro uma renda mensal que lé garanta o sustento...
E divulgando estes colegas artistas do ARTEATH em breve começo faculdade de pedagogia e fechei um contrato com o Entrementes para voltar a fazer entrevistas. Tudo flui um dia escrevo um livro que venda um pouco né. Mas nosso mundo anda meio perdido estamos meio sem rumo. Até minha Calopsita que achamos no portão de casa tem mais rumo que a humanidade estamos muito corrompidos pela matéria aquela senhora que ganhou um concurso de show de calouros na Inglaterra nos deu um tapa na cara pois para os conceitos de hoje ela é feia,esquisita e louca e não é nada disto. Só vemos a beleza externa e não os corações. Estamos distante dos Deuses nossos corações esta´em pedra. Deus nos dê a humanidade novamente a onde está o fogo?
Hó Mãe Divina nos dê seu amor...No mais to indo um beijo ao que ainda nos resta de humanidade.

João Carlos Faria

República Libertária de Passargada

Literatura,filosofia e arte

É uma faixa onde canto..

http://www.youtube.com/watch?v=vCWtrFSRZVM

domingo, 19 de abril de 2009



Como nos livrar dos donos do poder?


Joca Faria


Será que não é possível encontrar outras formas de fomentar e financiar a produção artística, sem a ditadura da burocracia política, sindical ou empresarial? O chato é a certeza de que pelo menos 90% da produção que se diz ou ambiciona ser artística é apenas lixo audiovisual, teatral ou literário. Talvez seja o preço para a criação dos 10% que podem ser chamados de arte.

Nelson Motta...


Que desafio é este que Nelson Motta nos lança a arte e cultura e a própria politica está presa a institucionalidade como sempre comenta Franklin Maciel.
O que poderemos fazer para mudar estes rumos temos uma ferramenta poderosa para a reflexão e ação que é a internet. Acabei de ver uma foto da poeta Josefina Neves Mello na Cooperlifa um sarau que acontece na periferia de São Paulo como aqui tem O poesia no prato e agora os Encontroes do
ARTEATH um grupo de artes plásticas de São José dos Campos que também esta na net através de uma lista de email. Onde sempre há um debate..BEM ACOLORADO...mas o que importa é descobrirmos maneiras de fazermos nossa literatura, música, artes plásticas e cinema de forma independente do estado, sindicatos e empresas e até aprender a gerar renda.
Como grupos como o Atuadores de Harley Campos que buscam a geração de uma reflexão profunda vai ter espaço dentro deste teatro que busca só gerar o humor nada contra o humor assisto de vez enquando programas desta areá na TV.
Como poetas e autores desconhecidos terão chance de publicar sua obra e deixa-lá ao julgamento do público?
E artistas plásticos criarão obras ousadas e exposição será na rua se sempre as prefeituras usam das leis para impedir a livre manifestação da expressão. Como acontece com a perseguição dos grafiteiros em São José prá poucos.
Já vi varias vezes grupos de cantores sendo tirados das praças. E até atiradores de faca.
A lei mente. O estado é uma mentira que protege uma minoria de pessoas que são os donos do poder.
Somos amassados e apanhamos nos trens de subúrbio, nos humilhamos e dizemos sempre sim nas filas de emprego.
Precisamos criar nossas própria maneira de gerar renda e trabalho não mais dependermos de patroes, empresários e governos eles nos mentem sempre.
Vivemos uma mentira social tá na hora de novas saídas e Nelson Motta acertou em cheio em sua reflexão. E olha que ele faz parte de nossa elite que belas contribuições já´nos deu.
Vamos tentar superar este nosso egoismo social e nos relacionarmos em comunidade pois só enquanto comunidade encontraremos a saída.
E para isto as artes tem um grande papel pois elas nos dão a base para gerarmos as reflexões e caminharmos para as mudanças a internet é só uma ferramenta de comunicação.
Mas ainda é horizontal e não podemos deixa-lá tornar-se vertical.
No mais deixo aqui minhas idéias e aguardo as suas mesmo que seja teu silencio.

João Carlos Faria

República Libertária de Passarada

Literatura,filosofia e arte


Entrar no grupo:


quinta-feira, 16 de abril de 2009

Jura em cy bemol ...

me abraça como a um amigo me reconheçacomo a um inimigo

http://juracyribeiro.blogspot.com/

Joca Faria

Nesta tarde saborosa de outono por entre os livros que ainda não li. Ando lendo a deliciosa poesia de Juracy Ribeiro leio tantos poetas por email e blogues. Que não dizem nada a minha alma. Mas ela Juracy
diz me tudo...Pois Jura – sy....Talvez lendo a descubra o poeta guardado dentro de mim e estarei longe de minhas emoções superficiais. E mergulharei dentro do sombrio lago que há em mim.
E ai me desvendo e trago emoções verdadeiras e não falsos sentimentos dentro de mim há o Bem e o Mal.
Dentro mim a ódio e o amor. Talvez sejam eles duas faces de uma mesmo moeda. Afinal quem não sou...Se digo que sou poeta talvez não seja. Militante também não..Tenho que abandonar todas as minhas máscaras..
Me limpar e desligar-me deste mundo um dia eu partirei definitivamente e minhas pegadas não sobreviverão a uma chuva de verão.
Somos efémeros como uma mulher que vi parti num filme a margem de um rio...Somo sempre efémeros.
A morte está sempre a nos rondar,,,Enquanto isto Juro a mim mesmo tentar desvendar-me...De mim confesso nada saber...Quanto mais de ti...Por isto talvez Juracy me diga muito e nada ... Somos só um breve momento..Como diria Jorge Pessoto vivemos dentro de um cemitério..
Somos mortos bem vivos...Quero morrer em mim mesmo...
Quero debater a filosofia num padaria qualquer deliciando um pão com manteiga e um copo com café e leite.
Ser eu mesmo e não uma caricatura de mim ... Sei que não existo que tudo é mera ilusão mas esta ilusão de estar em frente a um computador e registrar o que sinto é fantástica...
Por isto leio nesta tarde de outono esta poeta... Que me traz a voz de Clarice e suas cerejeiras em flor...Esta mulher de São José ou de qualquer lugar...Pois poeta nasce nas terras mais áridas...Vou indo comer um pastel... e caminhar um pouco mais pois me aguardam as revoluções revoluções
revoluções...Q ue nada nos diz a alma... Somos um vento ...uma brisa...uma tempestade.

João Carlos Faria

República Libertária de Passargada

Literatura, filosofia e arte...

rlpassargada@yahoogrupos.com.br

Entrar no grupo:

rlpassargada-subscribe@yahoogrupos.com.br

http://www.youtube.com/watch?v=Z36p485UoT8

terça-feira, 14 de abril de 2009


On the road ...

Joca Faria

Faz sol nesta tarde de outono. Terminei esta tarde lendo as ultimas páginas de On the road de Jack Keruac. Terminar um grande livro é como descobrir uma verdade do universo e aqueles personagens começam a fazer parte de nossa vida. Parece que encerramos a história de um amigo. Sempre pinta a vontade de continuar a história contada para nós parece que já conheço os Estados Unidos de cabo a rabo.
Pena que o mundo real é mais cruel que os livros. Para visitar os Estados Unidos precisamos de passaporte e mais seis meses esperando a autorização do consulado.
Tem hora que dá vontade de pegar a estrada e cruzar este pais. Irei fazer três anos de faculdade quem sabe depois quem sabe. Basta alguma economia mas nossa realidade é tão dura quanto a América daqueles tempos por enquanto vou desvendando a Serra da Mantiqueira mesmo e pegando as noções da estrada. Este domingo com treze reais no bolso fiz uma caminhada de quinze quilômetros da Cachoeira do Turvo a São Xico Xavier dentro desta São José dos Campos vendo a Mantiqueira e suas montanhas e águas. Estou fazendo sozinho mesmo. É adorável caminhar por entre esta serra.
Pena que em parte precisa ser reflorestada ...Há muita água muito verde e um jardim de pássaros e borboletas ...No próximo domingo se o universo conspirar a favor. Irei subir a trilha que leva a Monte Verde que já é Minas Gerais vou até o inicio da mata pois faço sozinho e não se deve entrar na mata sozinho. Corre-se o risco de se perder e uma noite bem fria na mata não deve ser algo muito agradável. Que o diga Carlos Castanheda que já teve suas experiencias na mata.
Ontem vi a planta que ele tomava numa avenida aqui na cidade.
Estes nossos loucos escritores e suas experiencias de vida a literatura baseada na vida real é uma grande literatura.
Gente nossa MANTIQUEIRA esta ai um bom par de tênis, um pouco de água e um lanche e frutas já basta para ter um bom contato com estas terras Vale paraibanas ou qualquer lugar deste imenso Brasil como Rynaldo Papoy que já viu as tempestades da Amazônia.
Gente o lance é pé na estrada. Nosso mundo muderno nos deixa mal acomodados por isto quando chego na Vila Industrial sé vê a molecada fumando uma maconha com o som alto de seus carros sem aproveitar a vida.
Para que usar cocaína ou encher a cara de álcool. Se a vida nos oferece muitos prazeres sem que precisamos pagar por eles. Ou acha que preciso pagar pela serra e árvores, cachoeiras.
O mundo não tem fronteiras ele tem sim milhões de culturas e povos a se desvendar qualquer hora desta desço ao litoral norte e pego um ônibus para o Rio de Janeiro via a Rio Santos.
Sem nenhum medo de assaltos ou violências. O erro de nós homens segundo Samael Aun Weor é temer o futuro. Mas meus caros só existe o presente o tempo é uma mera ilusão deste mundo tridimensional.
A vida passa e nos tornarmos uvas passas. Temos que vencer os medos e seguir sempre em frente pois a estrada nunca chega ao fim.
Tudo é uma grande passagem. E estas crises internacionais são mera ilusões estamos sempre em uma crise moral, espiritual e financeira.
Pois amamos os Deuses da ciência e esquecemos nosso pai interno. E assim sempre estamos em nosso inferno. Sujeitos a lei do pendulo.
Nascer crescer, reproduzir e morrer.
Só isto basta?

João Carlos Faria

República Libertária de Passargada

Literatura, filosofia e arte...

http://www.youtube.com/watch?v=Z36p485UoT8

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Os malas sem alça ...

Joca Faria

Vamos ter dois malas mal humorados para candidatos a presidência da Répública depois do bem humorado e carismático Lula ...Serra e Dilma são retrocessos na politica brasileira e mostram nossa incopentencia em gerar novas lideranças...
Porque Lula tenta nos impor goela abaixo Dilma ele Lula é fruto de um processo de democratização do pais que já ficou no passado o PT e a esquerda brasileira está defasada politicamente e viciada na máquina pública. Estamos muito burocratizado enquanto movimentos sociais. Estamos perdendo o norte tenho debatido isto com alguns amigos.
Precisamos reagir e criar novas oportunidades desfazer nossa inércia partidos e sindicatos são estruturas ultrapassadas e já estão corrompidas moralmente e financeiramente.
Precisamos dar um basta a isto na Europa segundo falou Gilberto Nil surgem partidos piratas defendendo a pirataria eletrônica.
Estamos começando aqui em São José dos Campos o pedido de implantação da Renda Básica do Cidadão alguns ativistas questionam esta lei.
Mas ela é necessária. Não há peixe em muitos casos. A reforma da Petrobras na cidade não contrata moradores da cidade e região.
Hoje com um amigo fomos distribuir currículos nestas empreiteiras como Camargo Correia e não se vê ali a mão de obra local.
Por falar nisto onde estão as obras de Lula? No Vale só tem a Petrobras aquele trem bala não sai do papel.
No social ele tem feito um grande papel. Mas seu governo como o de Fernando Henrique Cardoso defende empresários e banqueiros.
Lula cadê o renda básica para todos brasileiros? Só com o corte da corrupção que financia as campanhas de PT PMDB E PSDB já daria para dar o básico a população.
Porque não fazem a reforma politica e as reformas sociais o PT é conivente com José Sarnei no senado o PT está se diferenciando em que do PSDB.
Seu principal e corrupto aliado é o PMDB como o DEM. Chega de passarmos a mão nesta esquerda
ordinária as práticas que José Dirceu fez devem estar sendo continuadas nos nos perdemos.
Precisamos mudar. Este pais não podemos ficar a merce de lideranças corruptas e nós militantes contribuímos para a manutenção deste jogo se ficarmos em silencio.
Jorge Saladino só fala das mazelas do PSDB será que ele tem lado?
Chega de lados ou nos revolucionamos enquanto indivíduos ou uma vez se chegarmos ao galinheiro seremos novas raposas. Como no livro a Revolução dos Bichos deixemos nossos Hitler s,S talim, Mussolini s e Getulios mortos bem mortos dentro de nós.
Vamos criar nossas Madres Terezas, Irmãs Dulce, São Francisco.
Como Frei Beto já escreveu se não nos tocarmos também seremos déspotas.
A democracia no mundo é um jogo de faxada, quando miltiva no PT aprendi que as decisões sempre estava tomada só ratificamos o que os capa pretas queriam.
Chega de mentir pra si mesmo como bem disse Renato Russo vivemos uma democracia de fachada.
Não temos liberdade econômica e nem politica somos carneiros indo ao matadouro...Vivemos uma vida de gado..Como canta Zé Ramalho...
Escrevo para refletir e tentar mudar vamos a luta pelo Renda Básica do Cidadão.
Um dos marqueteiros de nossa politica que ainda admiro e Suplicy e Gabeira mas infelizmente agem sozinhos.
José Dirceu em todo o seu mau fez o bem. Mas suas praticas são discutíveis ele sim seria o herdeiro de Lula.

João Carlos Faria

República Libertária de Passargada

Literatura, Filosofia e Arte

Blog recomendado de Ricardo Balieiro

http://balieiropoesia.blogspot.com/

http://www.youtube.com/watch?v=39HWGzM-YxY

sábado, 11 de abril de 2009

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos
LEI Nº 10.835, DE 8 DE JANEIRO DE 2004.
Institui a renda básica de cidadania e dá outras providências.


O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1o É instituída, a partir de 2005, a renda básica de cidadania, que se constituirá no direito de todos os brasileiros residentes no País e estrangeiros residentes há pelo menos 5 (cinco) anos no Brasil, não importando sua condição socioeconômica, receberem, anualmente, um benefício monetário. § 1o A abrangência mencionada no caput deste artigo deverá ser alcançada em etapas, a critério do Poder Executivo, priorizando-se as camadas mais necessitadas da população. § 2o O pagamento do benefício deverá ser de igual valor para todos, e suficiente para atender às despesas mínimas de cada pessoa com alimentação, educação e saúde, considerando para isso o grau de desenvolvimento do País e as possibilidades orçamentárias. § 3o O pagamento deste benefício poderá ser feito em parcelas iguais e mensais. § 4o O benefício monetário previsto no caput deste artigo será considerado como renda não-tributável para fins de incidência do Imposto sobre a Renda de Pessoas Físicas. Art. 2o Caberá ao Poder Executivo definir o valor do benefício, em estrita observância ao disposto nos arts. 16 e 17 da Lei Complementar no 101, de 4 de maio de 2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal. Art. 3o O Poder Executivo consignará, no Orçamento-Geral da União para o exercício financeiro de 2005, dotação orçamentária suficiente para implementar a primeira etapa do projeto, observado o disposto no art. 2o desta Lei. Art. 4o A partir do exercício financeiro de 2005, os projetos de lei relativos aos planos plurianuais e às diretrizes orçamentárias deverão especificar os cancelamentos e as transferências de despesas, bem como outras medidas julgadas necessárias à execução do Programa. Art. 5o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 8 de janeiro de 2004; 183o da Independência e 116o da República.LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA Antonio Palocci FilhoNelson MachadoCiro Ferreira Gomes
Este texto não substitui o publicado no D.O.U. de 9.1.2004

terça-feira, 7 de abril de 2009

A terceira via nunca vai existir?

Joca Faria

Nossa geração tanto em politica quanto em arte anda perdendo tempo. Basta ver á próxima eleição onde estamos entre Dilma Rousse f e José Serra por incrível que pareça não tenho nada contra os dois mas é a chamada terceira via?
Simplesmente não acontece. Pois segundo análise do revolucionário Jorge Saladino que é um esquerdista da nova safra. Depois de sentir na cidade o fascismo do Tucanato Joseense encabeçado por Emanuel Fernandes e sua falida Fábrica de Emprego e o culto aos empresários também assumido por Titiu Lula. Então Saladino se indigna e escreve.
Então meus caros a onde está a diferença do PSDB e PT nenhuma pois a esquerda e a direita está institucionalizada e defendem a ferro e o fogo a presença do estado nos movimentos sociais.
Todos lotando gabinetes no pais inteiro de vereadores ao senado das prefeituras ao governo federal.
Está tudo mundo mamando na puta estado...E eu que fui imcopetente para mamar pois digo e escrevo o que penso sem medo de ser feliz?
Sofro as conseqüências de cabeça erguida e bolsos sempre vazios. Precisamos criar um movimento que gere renda para a militância para que ela não se prostitua a esta indecência que está ai e precisa ser derrubada como Gandhy sempre pegou sem uso de armas somente a consciência. Vamos criar um ação deixemos de ser putas pelo poder.
José Dirceu fez o que fez e deu com os burros nágua revolução a qualquer custo e sem ética gera corruptos e corruptores. Ele foi um herói mas caiu na prostituição da ganancia e poder.
Titiu Lula já fez a parte dele que vista o pijama e entre para historia agora é a nossa vez e a Dilma e o Serra são gente boa mas antipáticos. E só querem manter o STATUS QUOR...
Carecemos de novos lideres e dos novos movimentos sociais PSTU e PSOL também são viciados
tanto quanto PV.
Ontem estive numa reunião numa Fundação Cultural e só vi uma discussão mesmo com boas intenções ultrapassada.
Que não vai educar nem gerar renda. E sim projetos ilusórios numa época que precisamos resolver o enigma da geração de renda e redistribuição de renda só perdemos tempo.
Usemos está rede e as ruas para recriar algo novo. Desconfio de professores da USP ou qualquer intelectual diplomado para mim diploma é algo só pró-formi Titiu Lula dá de dez em qualquer doutor vide Fernando Henrique Cardoso.
Estamos vivendo num ponto zero ou mudamos. Ou esta humanidade virá pó. Como outras que já existiram neste planeta. Mas não irei debater isto pois cada vez mais nos tornamos céticos e materialistas.
Que pena este planeta tão belo sendo destruído pelo vírus homem...Remédio no planeta.
Tantos mendigos nas ruas e nas casas a classe média sempre com sua indiferença tentando e sonhando em ser elite. E cada vez mais descendo aos abismo. Em seus Rotarys e Maçonaria s e Igrejas olha ai a cestinha?
E o projeto de renda básica do SENADOR Eduardo Suplicy? O santo capitalismo não deixa sair do papel não adiantá distribuir a vara e ensinar a pescar pois já não á mais peixe. Já não há terra cultiváveis.
Ou fazemos algo de alma,coração e essência ou cairemos no grande abismo do caos.
Criemos vergonha em nossa cara cheia de cremes e hidratantes para tirar a poluição do ar.
Chega de corrupção de sonhos. Ou mudamos ou morreremos por causa de nossa covardia...
Chega..no mais um beijo ao que resta de humano dentro de nós.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura,filosofia e arte...

http://www.youtube.com/watch?v=a5lG-uH5ojU
Não precisamos de heróis

Joca Faria (*)


Época estranha essa em que vivemos, de muita e pouca informação. Meio achados, meio perdidos. Ainda prefiro um bom livro à Internet.
Acabo de deletar um montão de e-mails com muita ou nenhuma informação.
Adoro andar de ônibus para ver e ouvir as pessoas falando de suas vidas e das soluções para seus problemas.
Olho diretamente para os estudantes, trabalhadores, lindas mulheres, pessoas inteligentes, não importa. A verdade está nas coisas simples, custou, mas aprendi.
No Mercado Municipal, sinto o aroma das flores, frutas, verduras, hortaliças, misturado ao das pessoas brancas, negras, amarelas. Uma diversidade tão incrível que chego a duvidar de meu nariz.
Que cidade é essa que fala de crise? Ou será apenas um desabafo, como diria Nélio Fernando, o poeta dos surdos e irracionais. Muito melhor do que os que se dizem poetas, preocupados sempre em afagar egos em troca de alguns trocados. Entendo que precisam sobreviver, mas não consigo aceitar que alguém poeta, ou não, se submeta a tal maltrato d´alma.
Todo dia é dia de desabafo, hoje é o de colocar os pingos nos is. Sei que dói, sei que machuca. O amigo é o que faz chorar...
Sem trabalho, sem dignidade, sem cidadania o ser-zumbi vai se tornando conhecido pelas ruas de São José dos Campos, do Avião, dos Automóveis, da Corrupção, das Drogas, dos Piratas, currículo na mão, batendo de porta em porta, cara sofrida, coração cheio de mágoa. É enfrentar a farsa do dia a dia pra depois retornar e alimentar a esperança da mulher e filhos. Mentir é preciso.
Antes se exigia curso colegial, agora é faculdade, inglês e até mandarim. Puta que pariu, pra que tanta coisa só para comprar produtos chineses de má qualidade a preços baixos?
Aí de mim se precisar de alguma assistência médica nos hospitais públicos sucateados com médicos mal encarados e remédios falsificados. Até quando? Até sempre, acho.
Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, se deitar o bicho enraba. A mídia atrelada e azeitada faz barulho, garganteia elogios àqueles que se dizem lideranças. Ah, ah, ah... E o cheiro? Não há como disfarçar o maldito cheiro dos encarregados de apodrecer a opinião pública.
Associações, ongs, eleições... Picaretas uni-vos! O Capeta vos espera.
Antes disso, a violência ordena, mostra o caminho. Fortalezas são assaltadas, armas são roubadas. Centenas de rambos colocados nas ruas para que? Policias corrompidos. Quem quer a proteção de um estado farsante atopetado de vendilhões da cosa nostra. E o Lula, marcando presença no G-20, oferecendo dinheiro ao FMI enquanto mais de vinte milhões de brasileiros passam fome. Durma-se com um barulho desses.
A nossa sina é trabalhar a vida inteira para pagar as prestações das casas mal construídas, comprar carros caros e inseguros, bobagens como celulares que tiram fotos, comida envenenada por agrotóxicos. Tomar água da Sabesp com produtos químicos, fármacos e hormônios sexuais. Nada do que ingerimos é saudável.
É preciso citar Leon Tolstoi e imaginar um jeito que de jeito nisso tudo.
Não quero essa arte, essa filosofia, essas religiões, não quero filhos para serem devorados pelos malditos pedófilos dessa sociedade canibal que não se apieda de ninguém. Socorro!
Chega desses exércitos militares e de políticos sem espírito público. Não precisamos de heróis, de salvadores. É preciso recriar. Alguém sabe como? Ou será melhor entregar a alma ao demônio?

(*) Joca Faria - fariajoca@gmail.com.br - artegaia

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Soneto da Esta (tal) Liberdade

Como é transitório o meu amor pela liberdadeDiante de todos os preceitos éticos e moraisSou um racional dirigido por certos ideaisQuando penso que existo logo me perco na saudadeQue loucura é sonhar ser livre nesta sociedadeSe tudo não passa de uma competição globalizadaAonde me refúgio desta consciência informatizada?Se tenho apenas a palavra em minha expressividadeEste sistema mecanicista suicida a nossa humanidadeO que devo então esperar desta tal realidadeSe os meus sentimentos poéticos são todos desconhecidos!Pra quê me lamentar se o que existe não ressuscita a mudançaPareço ser o eterno adeus de uma ínfima esperança!Esta (tal) liberdade que tanto balbucia no meu sonho adormecido

São José dos Campos, 3 de abril de 2009

Poeta Almendanha

quinta-feira, 2 de abril de 2009



Não precisamos de heróis.

Joca Faria

Vivemos uma época estranha de muita informação e ao mesmo tempo de muita desinformação. Estamos perdidos e achados. Hoje para mim entre a internet e um bom livro prefiro um bom livro.
Acabo de deletar um montão de email que me trazem um monte de informação e na verdade nenhuma.
Ultimamente adoro andar de ônibus para ver as pessoas falando de suas vidas suas soluções e problemas. Fiquei tanto tempo sem andar de ônibus. Que agora os vejo com outro olhar.
Estudantes, trabalhadores, lindas mulheres pessoas inteligentes. Talvez as coisas mais simples na vida como andar de ônibus seja as mais interessantes. Gosto de pessoas gosto de andar em nosso mercado municipal. E descobrir seus aromas e tudo. Da mais diversidade que ele tem.
Para mim ouvir falar em crise é estranho pois nós brasileiros pobres como diria Nélio Fernando num desabafo excepcional sempre estamos acustamados as dificuldades.
Da falta de bom empregos ou até mesmo serviços, da horrível rotina de entregar currículos na segunda-feira. Tem um amigo que abandonou as segundas. Não suporta mais ver aquelas pessoas com caras sofridas entregando seus currículos. Isto o enoja não pelas pessoas mas a farça deste sistema de mercado.
Que nos enrola tenha colegial. Tenha faculdade, tenha inglês agora é mandarim e sempre somos iludidos até quando compraremos estas enchorradas de produtos chineses de má qualidade e preço barato.
Até quando suportaremos estes hospitais públicos sucateados em qualquer cidade do Brasil.
Que inferno são estas milicias e grupos organizados de criminosos que cada vez se tornam a lei no Rio ou em nossas periferias de São Paulo.
Não temos mais a onde correr não adianta os ricos e poderosos se esconderem em seus feudos como fazem na praia de Tabatinga em Caraguatatuba não deixando nenhum chuveiro para os banhistas.
Nosso modo de vida está acabando as eleições não mais resolvem a maioria das ongs é picaretagem.
Precisamos criar outros processos de produção. Gerar a distribuição de renda. Todos somos Nélios ele só teve a coragem necessária de se expor. De contar suas dificuldades a classe média infelizmente está acabando nosso mundo se não fizermos absolutamente nada vai ser dividido entre ricos e miseráveis.
A violência explode até quarteis de exercito hoje se rouba. Fortalezas são assaltadas e ninguém faz nada.
As policias estão corrompidas. O estado nacional já é uma grande farça. Precisamos recriar este mundo. Ou nossa vida será em vão.
Para que serve o G 20 para nada enquanto não temos empregos. Somos escravos modernos pois temos que trabalhar a vida toda, para comprar bobagens como celulares, carros caros e inseguros, casas e suas pretaçoes e mal construida.
Nada que comemos é seguro Leon Tolstoi em sua obra anárquica no fim de sua vida já provirá tudo isto e agora José?
O que faremos para mudar este estado de coisas precisamos recriar a arte, a filosofia e as religiões aquele vide-o Zagstein peca por confiar tudo na ciência, precisamos de artistas, religiosos, políticos talvez não de exércitos e policiais.
Precisamos desenvolver o emprego solidário as cooperativas, empresas onde as ações e o lucro seja de quem trabalha.
Chega deste encruzilhada neste século vinte e um. Não precisamos de heróis precisamos de mulheres e homens de verdade e fé.
João Carlos Faria
Mundo Gaia
Literatura,filosofia e arte...