sexta-feira, 31 de julho de 2009

O que é uma cidade?

Joca Faria

O papel do poeta nesse mundo é denso, levaria centenas de rios para explicá-lo. Por hora usemos tiras de papel de seda para compor um campo magnético admirável (edu planchêz).
Não sei do papel do poeta caro irmão de alma Edu ou até sei é escrever. Ontem a tarde vi a cidade no chegar da noite nossa São José dos Campos tão desgovernada pelos governos e por nós cidadão como uma cidade tão rica é tão pobre em matéria de lideres políticos. O centro de São José como suas periferias está jogado as moscas. Um monte de camelos vendendo CDs piratas em plena Rua XV de novembro. Espaços como o Mário Covas fechado a tarde, biblioteca que fecha as cinco da tarde. Só se salva o Shopping Centro o restaurante de um real o Bom Prato fechado a noite.
O cine teatro Paratodos virou uma lanchonete o cinema da rua XV o Cine Palácio hoje é um estacionamento cadê a EMBRAER, Avibras, GM ?
Empresas tão pobres que tem que demitir funcionários não colaboram voluntariamente com a cidade.
E nossa Associação Comercial em pleno centro enquanto o prédio das Lojas Americanas fechado.
É meu caro Edu seu Rio de Janeiro deve estar sendo melhor governado.
Somos bem caipiras como diria Monteiro Lobato que passeou em nosso centro varias vezes nos encontros nas antigas farmácias.
Porque não se instala quiosques na Orla do Banhado e passa a ter apresentações artísticas a noite.
Porque somos preguiçosos não queremos pensar novas possibilidades nê Eduardo Cury nê Carlinhos de Almeida que só aparece na cidade na época de eleição senhor sabe tudo.
O Kassab do Dem em Sampa tem muito mais ousadia se arrisca com medidas polemicas e duras
que surtem efeito e aqui os neo liberais do PSDB nada fazem a não ser licitações incompetentes e teatro ao contrário.
Que tal Jorley Amaral para prefeito. Ou Salvador Arnoni do PV.
Cosme Vitor, Vicente Ciofi, José Moraes Barbosa esta gente tem mais sensibilidade que toda uma câmara municipal junto lá só se salva Wagner Balieiro.
Deviam ter deixado Franklin Maciel sair candidato a prefeito na ultima eleição ele seria alguém divertido na campanha mas é o medo de novas lideranças? Mas queiram ou não elas surgem e se insurgem contra o velho que está estabelecido. Meus caros acordem o PT de São José já está ultrapassado. Achei bacana sua sede nova mas as cabeças são as mesmas velhas raposas trogloditas.
Ontem bati papo com um demitido da EMBRAER acreditando e pensando montar um negocio. Como nossas autoridades e imprensa ilude nosso povo.
Com este tal de empreendedorismo meus caros ser comerciante ou empresários é para poucos não há tanto espaço assim.
Cade as velhas raposas do PSTU que não criam cooperativas para gerar renda. Os caras acreditam em revolução se fosse a Bolivariana de Hugo Chaves com novas estratégias e ideias ainda ia.
Esta cidade carece de lideres mas falta massa inteligente o povo se acha classe media sem ser.
Eita gente besta só. Mas tem solução resta ao de bom coração se juntarem mas cade eles?
Como diria Franklin Maciel Os de bom coração sejam bem vindos.
Viva Nelio Fernando que tem peito para escrever o que pensa. Cade o jornal do Povo a Claude Mary engoliu ?
Desapropriando suas terras e cortando a grana.
Viva Loester dos Santos Pires no futuro lé faremos uma estatua.
Abraços e beijos talvez este seja o papel do poeta Edu Planchez mas adoro poemas de imã de geladeira.

João Carlos Faria

Editora República de Pasárgada

http://www.youtube.com/watch?v=Iirtlp1VllQ

www.vejosaojose.com.br

www.entrementes.com.br

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Admirável mundo novo?

Joca Faria

Abacaxi olha o abacaxi... Dona de casa olha vamos comprar abacaxi. E ninguém me compra o abacaxi. Estamos no inverno. Faz anos que não vejo um inverno assim.
Ontem numa livraria folheava fotos de gente pop Che Guevará estava lá bem arrumando como um ser-humano normal. E também a bela Merylin Monroe não achei nem um brasileiro lá ? Andy Wool no supermercado.
Eita gente boa que fizeram o século vinte ter muita cor. Parece que estamos folheando um álbum de família. Tantos hippies como estás pessoas estão hoje? Que vida tiveram estamos numa sociedade bem conservadora. O que alegra sãos as festas haves e os bailes funks e todo mundo descendo o cacete nesta nova juventude. Eu pinto o cabelo os imitando e ainda não fui numa festa have pois não fui convidado. Mas se for irei com todo prazer. Compro uma saia indiana e vou lá observar este mundo que eles constroem. Sexo, droga e corrupção existe em qualquer lugar. Temos é que saber viver as experiencias. Cansei de ver rodinhas de maconha na fundação e nunca fumei.
As vezes iamos de carro para o banhado de frente a Vila Industrial lá maconha, violão, bate papo e
nada de sexo?
Foi bom para mim. Hoje tem muita gente que se arrepende e entra para as igrejas da vida. Eu tó fora.
Os deuses estão dentro de nós. Que cada um saiba seus próprios limites. Não precisamos da tutela de estado nem das religiões.
Se bem que o ESTADO hoje controla nossos passos. A nota fiscal paulista é um exemplo diante dos nossos olhos. Mas não enxergamos e quem enxerga não sabe articular a sociedade.
Abacaxi olha o abacaxi ... Ainda bem que ainda existe as bancas de revista onde se encontra vida inteligente para prosear a vontade sobre os assuntos mais diversos.
Sem que nos empurre nem uma ideologia furada ou uma fé qualquer. Quantas igrejas abrindo e fechando. Tantos Partidos com P de Puta pelo poder.
E ninguém com boa intenção. Espero que se descubra novos caminhos de organização social a ueb está ai ainda não sei para que serve o TWITTER? Mas a Wikipédia é uma mão na roda.
Comecei no twitter a mandar sugestões de rebeliões mas chego a conclusão que temos é que fazer nossa revolução individual. Do coletivo não está resultando nada e quem não é do feudos das igrejas, dos feudos da politica ou da terceira via a imprensa esta bem fora da festa.
Que é meu caso. Só agora interpreto a música de Raul Seixas povo da classe média da velha classe que esta na merda ou se juntem em uma nova organização social ou vão se afundar? Este buraco não tem fim. No fim PT,PSDB se juntam numa grande festa no Congresso Nacional.
Olha o abacaxi olha o abacaxi que ninguém quer descascar.
Falta articuladores nesta nova sociedade que se forma aja leituras de sociólogos, historiadores, esoteristas para tentar interpretar o mundo em que estamos vivendo.
E a cada dia estamos mais perplexos. Adorei a revolta em Sampa do pessoal dos fretados. E também entendo a posição da prefeitura em proibir ônibus é o kaos. E ninguém mais sabe dialogar.
Sem dialogo iremos marchar mais rápido para um grande abismo.
Todos juntos para um inferno glacial... Mamãe quero voar. Mas o Sol queima minhas asas.
No fim deve haver um túnel ...Luz luz luz faça -se a luz por onde anda Lúcifer?

João Carlos Faria

Editora República de Pasárgda

Vejam o vídeo de Marcelo Magano com o raper Wite Magao e guitarras de Edu Pane olha a

Celebração ao Renascimento da Poesia?

http://www.youtube.com/watch?v=BOdxai3YJcc
Caros Amigos, preciso e muito de sua colaboração, quando este comunicado chegar em suas mãos e de alguma maneira poder-me contribuir com sua ajuda, repassando o mesmo para a equipe dessa empresa onde realmente pode soltar a nota abaixo, como uma divulgação, eu agradeço....


Encontro dos Escritores & Poetas da Região.


Dia: 10 de agosto de 2009.
Ás: 19 horas.
Local: auditório Nicolau Estefano, localizado na Câmara Municipal de São José dos Campos/SP..
Entrada: Evento gratuito, aberto para todos os envolvidos na área da literatura.
Pauta a discutir: Encontro Literário da Zona Sul, previsto para outubro de 2009.
Maiores informações: (12) 9100.52.37 falar com Rogério.


Muito obrigado pela atenção, e estou no aguardo para outras informações.
várias gerações:

Dirce Araújo
Myrthes Mazziero
Josie
Dailor Varela
Juracy Ribeiro
Oswaldo Junior
Reginaldo Poeta Gomes
Zenilda da Lua
Ricola
Nando Lopes

e tem mais, tem mais....
beijos






nomes vivos da poesia de hoje em São José dos Campos.
Para o próximo trabalho a ser lançado no ano que vem pela minha editora.

Joca Faria
Bate Papo no coletivo Arteatec

Oi Rita desculpe a demora obrigado pelas colocaçoes. Nos vemos no sábado na exposisição?
O encontro das quartas tá de vento em polpa ontem só foi eu mas na Siciliano é maravilhoso ontem vi vários livros de fotografia ando a ver livros de Artes Plasticas ainda não achei nada sobre arte conceitual se suberem de algum livro que tenha lá ou no Sesc me indiquem.
Em São José falta um entrosamento com o ITA e INPE com o povo de arte em geral.
Nos grupos de poetas que fazia parte tinha o Solfidone e o Marcelo Planchez que até envolviam algumas pessoas do CTA e Dr. Luiz Carlos Rosa.
Onde fizemos algumas experimentaçoes na verdade tá faltando na cidade um grupo informal que crie. Hoje em dia só se fala em projetos, dinheiro e mais projetos e mais dinheiro.
Isto cansa.Não há troca na cidade sem troca nos estacamos e passamos a acreditar em projetos e dinheiro.
Tó fora vou é ser professor de crianças ai vão falar de empreendedorismo.
No mais um abraço. Se não vira texto.

Joca Faria
O passarinho e o falcão

Era uma vez um passarinho condenado desde o nascimento
À nunca deixar o ninho
Sua mãe zelosa ao extremo
Depois de ter o coração partido por um insensível gavião
Perdeu o gosto pela vida e passou à desconfiar do céu e da canção
E para preservar suas crias
Das garras cruéis do destino
Desencorajou-as à algum dia deixar o ninho
Mantendo-as sob vigilância cerrada debaixo de suas asas
À medida que iam crescendo e se tornando aves belas
Inventava-lhes a mãe histórias tenebrosas
Para que nunca arriscassem deixar o ninho
Para conhecer o mundo lá fora
E assim cresceram acreditando que o mundo inteirinho
Resumia-se ao seu ninho
E que tudo à sua volta era uma grande ilusão
Uma arapuca, uma prisão rodeada de gaviões
Loucos para despedaçar seus jovens e inocentes corações
Pobres passarinhos que o amor sufocante e precavido privou-os do ar!
Pássaros são seres especiais, nasceram para o céu
Nasceram para voar!
E quão prodigiosas eram suas crias!
De talento raro, pássaros de alma límpida
Mas acovardados desde a infância para a vida
E assim tudo ia seguindo sua rotina
Os pássaros crescidos sob as asas da mãe
Sedentos de curiosidade de experimentar o mundo
Mas temerosos demais para desapontar aquela que lhes trouxe à vida
Mas a natureza é velha e sábia
E na primavera, por instinto, lá estavam eles à bater suas asas
E ensaiar seus primeiros assobios...
E como eram afinados, e que asas emplumadas!
Ao mesmo tempo em que deles se orgulhava
A velha mãe ficava cada vez mais aflita e zangada com a situação
Estavam grandes, fortes, mal cabiam sob suas asas
De modo que redobrou suas ameaças
Insistindo que só seriam amados e protegidos
Enquanto estivessem sob sua guarda em seu ninho
E que qualquer arremedo de vôo, por mais tímido
Logo atrairia a atenção dos perversos gaviões
Acabando com toda a paz duramente conquistada
Nesses anos à fio
E suas vidas, à partir de então, seriam só dor e sofrimento
Divididos entre a sua natureza e os rogos da mãe
Resignaram-se à ver o mundo da janela, à assobiar baixinho sua canção
A voar livre só nos sonhos
Mas um dos passarinhos queria mais
Tinha em seu coração que Deus não faria um mundo tão grandioso
E que lhe daria asas e o gosto pela canção se não fosse para voar
E espalhar aos quatro ventos sua canção...
Mas como faria?
Noite e dia sua mãe mantinha-lhe sob vigia
Remoendo feito um mantra o seu passado
Como um legado fatídico às crias
Que ousassem do mundo provar nem que fosse só um dia.
Foi então que a engenhosa avezinha teve um plano:
E de noite enquanto sua mãe dormia um pesado sono
Saiu de fininho e foi cantar junto às águas dum lago sob o luar
E assim passou à fazer todas as noites de luar
Só voltando de manhãzinha
Pouco antes do sol raiar
A mãe coitada, nem desconfiava
Pensara que a cria amansara com o tempo
E aceitara aquela vida no ninho sem mais questionar
E como foi ficando belo seu canto!
A noite silenciosa se enfeitava com sua canção
Adoçando os corações das criaturas da noite
E assim o tempo foi passando
Até que numa noite, um falcão que por aquelas bandas resolveu pernoitar
Ouviu ao longe aquela linda canção
Nunca na vida o falcão tinha ouvido algo tão belo
E seu coração cobriu-se de amor no mesmo instante
E seguindo o rastro de som daquela música radiante
A ave do sol foi ter com a lua naquele lago de verão
Quando o passarinho deu por si, o falcão estava bem diante dos seus olhos
E seu coração congelou por um instante
Lembrou das recomendações todas da mãe
Dos perigos do mundo aqui fora
E como não conhecia a diferença entre os rapinantes
Tomou o falcão por um gavião
E viu cumprir-se diante de si seu trágico destino
O falcão percebendo o terror que causara no passarinho
Abrandou seus olhos e muito gentilmente disse ao seu ouvido:
- Não tenha medo! Não vim lhe fazer mal algum! Canta nobre passarinho!
- Canta, que sua canção cobriu de amor meu coração!
Nunca na vida lhe pediram para cantar, antes lhe reprimiram como sempre o fez a mãe e agora, aquele que era o algoz, o terror de suas histórias, ali estava pedindo-lhe juntamente para fazer o que mais gostava?
Confusa e assustada, não sabia se fugia ou se cantava... Mas queria cantar, o prazer de sua vida era cantar! Então juntou toda a coragem que tinha e cantou sua melodia!
- Bravo! – vibrava o falcão – Que coisa mais linda! Cante, cante mais, cante até raiar o dia!
E assim, todas as noites vinha o falcão à beira do lago ouvir sua canção...
E passou o falcão à lhe ensinar à voar cada vez mais alto e veloz
E nossa ave heroína foi criando confiança em suas asas
Tão mitigadas por anos de repressão
E o amor foi crescendo em seus corações de maneira natural e espontânea
e criando profundas e sólidas raízes
E sem que percebessem, estavam completamente apaixonados!
E como foram felizes!
Mas numa noite, louca para rever seu grande amor
O passarinho distraído e descuidado saiu em alvoroço e, sem que percebesse
Acordou sua mãe...
Dando falta da cria, levantou atarantada, procurou por todo canto
Sem achá-la e passou a noite de vigília
Quando pela manhã chegara de mansinho de seu amoroso encontro
Deu de cara com a mãe e seu mundo de amor começou à ruir
Seu segredo fora descoberto e todos os medos de anos à fio vieram à tona
Mas o amor recém conquistado havia deixado marcas em seu coração
E ao seu modo, coração na mão, enfrentou pela primeira vez a situação.
A mãe, experiente e astuta,
Logo percebeu que aquela ousadia e vitalidade só podia ser obra do amor
E se continuasse batendo de frente, perderia para sempre sua cria
E assim decidiu ir levando a questão em banho-maria
Enquanto arquitetava um meio de romper esse arroubo da filha
E começou à questionar a natureza dos falcões
Que por trás da sua nobreza, havia muita vileza
E que não tardaria, para que este falcão enjoasse de sua cria
A desprezasse e a abandonasse sem qualquer explicação
A cria apaixonada buscava não dar atenção
O amor descoberto trouxe cores à sua vida!
Mas a dúvida é sempre inimiga dos amores
E vai perfurando o coração como água que bate insistente na dura pedra
Até que um dia a perfura
Eis que um dia enquanto fazia seu vôo rasante
O falcão foi ferido por uma pedra de uma atiradeira
E machucado, o falcão não pode ir ao seu encontro noturno
E a noite toda ela passou à lhe esperar à margem do lago
E chorou de solidão
Quando voltou triste pela manhã
Não soube esconder sua tristeza e decepção
E desabou sob o colo da mãe que viu a oportunidade perfeita
Para recuperar sua afeição
E como numa armadilha, preparou a filha
Para questionar sem tréguas o falcão por sua tão grave falta
Sabia que falcões eram orgulhosos, e não aceitariam por muito tempo sermões
Assim, aconselhou-a por fim à por fim à questão caso não fossem satisfatórias as explicações
Antes que o falcão lhe partisse o coração
Como o fizera o gavião com a mãe, renovando assim a maldição
Ainda ferido, o falcão foi na noite seguinte ao seu encontro
E como ave orgulhosa, escondeu da amada suas feridas ainda vivas
Por mais que essas lhe incomodassem e lhe tirassem o chão e a razão
E mal chegou foi sendo bombardeado por uma série de acusações
Antes que pudesse dar sequer uma explicação
Ferindo assim o seu orgulho como premeditara a mãe
E ferido na carne e no espírito
Acabou retribuindo os ataques que sofrera
Então o passarinho mortalmente magoado
E encontrando sua primeira dor no amor
Resolveu refugiar-se de volta ao seu ninho
E nunca mais na vida ver o falcão
O falcão tentou em vão encontrar o ninho
Mas nunca conseguiu
Sempre que batia às portas elas nunca se abriam
E triste entregou-se ao seu destino
Ao seu caminho de auto-sacrifício
Que vai das trevas mais densas à redenção
Trazendo consigo como alento para as horas mais duras do suplício
A memória da canção do passarinho
Cuja lembrança do amor profundo vivido
Tornou possíveis e suportáveis todas as dores do calvário necessário
Até atingir a iluminação
Já o passarinho que conheceu o amor nas asas do falcão
Nunca mais voou sozinho
Nem cantou sua canção
Vive como uma sombra triste em seu ninho
Preso à saudade da vida feliz que jogou fora
E à lembrança do amor que mandou ir embora.

Franklin Maciel
cubos e pirâmidesAreia pingando grão por grãona visagem que agora inventodiante da TV escurecidaCubos e pirâmides deslizam( aqui ) com eu e você dentroEscrevo por escrever,escrevo porque me amo,e por amar o que amasEm cubos e pirâmidesviajo, viajas(edu planchêz

fechar e abrir livrosFechar e abrir livros...mesmo que caiamdas nuvens elefantes eletrificados,mesmo diante do fim de tudo,do começo do nada...Livros são centelhas paridaspelas mestras célulasSou feito de livros,de frases, versos, pensamentos...O que seria sema presença atómicada excelente leitura?Livros são tijolosque nos entram pelos olhos e ouvidosSe hoje sou uma grande casadevo tal grandeza aos seres magníficosque dedicaram suas existênciasao labor da escritae da leitura(edu planchêz)

Estes poemas são para o Paulo Rafael de Aguiar Godoi músicar.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Calu te amo.

Joca Faria

São José dos Campos é onde vivo. E por viver nela tenho amores e conflitos. Viver é algo conflitoso.
Não há formula fazer uma faculdade. Ter um emprego ter uma fé não são formulas exatas.
Ter um amor ou vários amores. Não tenho nem um nem outro. Reclamam de mim que as vezes sou ultra conservador e as vezes ultra liberal. Não sou formulável. Sou um ser humano passei pela dor dá perda por estes dias. Vi uma calopsita morrer. E não podia nada fazer. Eu a amava e isto é belo.
Meus olhos lacrimejam neste exato momento. Falar da perda de minha companheira Calu. Para mim é duro. Ela apareceu no portão de minha casa. Fui lá fora minha mãe mandou pega lá bem mau humorado peguei pois estava a navegar neste quadro.
E foi amor a primeira vista. Era minha e nossa Calu. Agora ela foi embora e a casa esvaziou-se. Minha filosofia não podia fazer nada. Orei aos meus Deuses e nada. Entrei em depressão parecia algo estranho perder alguém que se ama. E não poder fazer nada. Para mim ela esta no hall dos que já
perdi. Minha fé me explica que ela perde este corpo e já renasce em outro. Minha fé´me diz que tenho que comprovar.
Espero uma hora ou outra encontra-lá nas dimensões infinitas do universo. Eu a amo e pronto.

João Carlos Faria

domingo, 26 de julho de 2009



Depois do sucesso em 2007 2008 e agora em 2009 o Bate Papo retoma em novo formato mais informal será na Siciliano no Center Vale Shoping as 8 da noite.
Nesta semana

Joca Faria

Uma editora regional lançando nos ao mundial.


Editora República de Pasárgada

Atenção trata-se de um encontro informal onde voce paga a água, o café.
Não é um encontro de carater oficilialoide.

Brasil São Paulo Vale do Paraiba São José dos Campos

tel 12 9113 54 17

http://www.youtube. com/watch? v=Iirtlp1VllQ

sexta-feira, 24 de julho de 2009

La revolucion de Bel

Joca Faria

Tarde de inverno numa sexta – feira agora eu um conservador? Um pouquinho de cada coisa devemos ser. Menos libertinos mas libertários sim ando a ler La revolucion de bel de Samael Aun Weor. Um autor marcante. Um filosofo de nossa Era de Aquário o homem que traz de volta os ensinamentos gnósticos de todas as eras. Aquele que rasgou o véu de Ísis.
Nasceu na Colômbia e caminhou por toda a América até o México.
Estou a idealizar um documentário sobre sua vida este sim um autor que merece ser filmado tanto com documentários tanto como cinema, longas metragens. Ainda sou inexperiente na área de criação de filmes ando a fazer meus vide-oss no movie maker mas chego lá. Ele é autor de mais de setenta livros sobre o conhecimento esotérico. Do ponto de vista literário com um texto leve forte e cativante. Sua obra se espalha pelo mundo todo através de associações culturais que levam sua historia e seu saber.
Vou comprar alguns livros dele e dar de presente a cineastas, produtores de cinema. Quem sabe alguém se interessa. Vou estudar um pouco de roteiro. Técnicas de cinema e fazer um documentário com as câmeras caseiras e espalhar pela internet. Devo fazer de tudo que puder para divulgar este conhecimento. Um só livro deste sábio filmado por um cineasta como Fernando Meireles seria algo maravilhoso. Fernando vai estar em agosto aqui no Vale do Paraíba quem sabe eu consiga entregar um livro a ele.
Fazer cinema é algo fantástico e agora com o barateamento de equipamentos como câmeras,tripes, iluminação mas ainda o tradicional 35mn é imbatível. A luz é algo que deixa o cinema mágico.
Já vi alguns filmes em digital com aquela luz clara de TV. Não fica bom só serve para registrar a ideia e experimentar. Não quero ser um cineasta experimental ainda não sei nem o básico.
Para ser sincero sou péssimo para escolher filmes em locadora. Ou no camelo não gosto de papo de cinéfilos são bem chatos. O lance é fazer a coisa acontecer. Por isto faço meus vide-os no yotube e
em breve compro um mp11. Ai ninguém me segura pois podemos, filmar e editar sozinhos sem nenhuma equipe em bora prefiro trabalhar em equipe.
José Mojica ficou admirado com o nível dos profissionais de cinema de nosso momento histórico.
Diz ele que o povo sabe trabalhar bem. Portanto não sou utopista quando sonho em fazer cinema nos dias de hoje queiramos ou não São José dos Campos é um polo cultural no interior do Brasil
e está entre o Rio e Sampa se bem que me identifico mais com o Rio que São Paulo existe outra grande cidade no mundo em que você tem o urbano e as florestas e a natureza numa mesma cidade.
Ontem Lula lançou o Vale cultura no valor de 50 reais vai ser votado no ela miado senado Brasileiro. Sarne y jogou definitivamente seu nome no lixo da história já é outro filme.
Este Brasil apesar da maioria da classe politica ser bem suja está avançando. Ano que vem escolheremos entre Dilma e Serra. Eita qualidade.
Espero que os dois invistam em cultura.
Voltando a Samael leiam os livros dele são maravilhosos. De uma chance a você mesmo.
E o Tim Maia fez um grande disco sobre a cultura racional.
No mais vou indo editar mais um vide-o.

João Carlos Faria

Editora República de Pasárgada

http://www.youtube.com/watch?v=CCOS_c7n5RM

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Cláudio Mendel cade a cultura em São José dos Campos?

Joca Faria

Passaram já sete meses da nova gestão cultural na cidade e cade o novo?
Só vemos até agora umas reuniões na segunda-feiras que não trouxeram nada novo.
No campo do pensamento até agora não voltou a SEMANA LITERÁRIA um acerto da Diretoria anterior.
Só a velha politica de eventimos? As casas de cultura continuam a ver navios com a velha política de oficinas vivem as moscas sem eventos.
Nada de um debate sobre a criação de conselhos nas casas que no geral se compõem de cargos comissionados indicados por nossos vereadores.
Como a Casa do Novo Horizonte curral eleitoral do presidente da Câmara Alexandre da Farmácia.
Segundo me avisaram é um espaço não de politica cultural mas de politicagem?
Falta nesta cidade uma politica pública de cultura o atual conselho neste mais de dez anos não mostrou serviço.
É só um premio para a vaidade de uma elite decadente. Não tem sindicatos e associações importantes como o dos Metalúrgicos ou Servidores, Ciência e Tecnologia.
A lei Jorley é uma bela farsa do autoritarismo desta cidade do progresso.
A fundação tem uma verba milionária um orçamento maior que muitos municípios do VALE DO PARAIBA e ai Cassiano nada acontece de novo?
Só os velhos eventos e mais nada. Tem fins de semana que não há programação na Fundação deixando a comunidade a ver navios.
Não há empenho do sr. Prefeito e Vereadores para trazer Institutos como Itaú Cultural , espaços culturais de Banco.
Nem uma cobrança juntos a empresas como EMBRAER , GM.
Leis que incentivem investimentos culturais de peso.
Passam as diretorias, prefeitos, vereadores e a tacanha elite cultural e politica da cidade não avança a cultura.
E sr. Deputado Carlinhos de Almeida o que buscou para a cultura junto ao governo Lula pelo jeito nada.
É assim para a cultura oposição e situação se abraçam na falta de ousadia e desbravamento e somos a cidade do empreendedorismo?

João Carlos Faria

Editora República de Pasárgada

terça-feira, 21 de julho de 2009

AMERICAN WAY OF LIFE

Joca Faria

As manhãs de inverno chegam já vi belas garotas pela tela de meu quadro. Gosto de ser mago e ter minha bola de cristal. Mas ainda sou um verme quase humano.
Leio poemas de alguém de séculos passados. Agora nos encontramos pela tela de meu quadro.
Ando a resolver problemas de meu quadro. E editar vide-os com as músicas dos CDs de Paulo Rafael de Aguiar Godói.
Um jovem e talentoso poeta de São José dos Campos rezo para não alterar Godói de i para y ficaria mais estético.
Lidar com seres quase humanos ultimamente está ficando difícil para mim. Queria poder viver num sitio lá em Gonçalves. Mas o universo diz não. Precisamos viver em cidade poluídas e barulhentas.
Precisamos assistir de perto a atual degradação humana. As pessoas estão cada vez mais perdidas e nos puxão para este buraco chamado jeito americano de viver.
Onde só vale consumir o tempo todo. Trabalhar para ter. Nunca buscamos nossa essência estamos cada vez mais sós. Me vem nos ouvidos um poema de Augusto dos Anjos.
PSICOLOGIA DE UM VENCIDO
Eu, filho do carbono e do amoníaco,Monstro de escuridão e rutilância,Sofro, desde a epigênese da infância,A influência má dos signos do zodíaco.Profundissimamente hipocondríaco,Este ambiente me causa repugnância...Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsiaQue se escapa da boca de um cardíaco.Já o verme - este operário das ruínas -Que o sangue podre das carnificinas Come, e á vida em geral declara guerra,Anda a espreitar meus olhos para roê-los,E há de deixar-me apenas os cabelos, Na frialdade inorgânica da terra!
Augusto dos Anjos
É Augusto não mudou muita coisa desde sua época a nossa. Quisera eu conversar contigo nas infintas dimensões e saber das suas opiniões. Nosso mundo se materializa-se cada vez mais... Queremos cartões de crédito. Queremos consumir o que não podemos. Somos desde criança ensinados a comprar nunca a doar – se ao próximo.
Agora tem uma tal de Renovação Carismática que faz da Igreja Católica um grande circo.
Cadê a fé. Ela está dentro de nossas casas pela TV virou pão e circo.
Como os antigos habitantes de Roma faziam. Chega precisamos entrar dentro de nosso coração e buscar nosso Cristo que seja natal em todos os corações humanos.
Sejamos mulheres e homens de verdade.
HÓ pobre Diógenes que já não encontra mais um só homem?

João Carlos Faria

República de Pasárgada

http://www.youtube.com/watch?v=KSOKHJIua0c

segunda-feira, 20 de julho de 2009

A história do Barquinho de Odair PRADO o Odara ...

http://www.ahistoriadobarquinho.com/

Joca Faria

O tempo se faz presente hoje uma segunda-feira. Amores se vão, amores vem ... O Odara artista de muitos talentos que viveu neste Vale do Paraíba sempre entre São José e Monteiro Lobato e agora retornou a Sampa para dar vôos maiores a sua carreira de ator. Cara ainda não vi esta montagem mas de antemão mando cinco estrelas do youtube. Compre e veja a peça que o João GARANTE.
Vocês lembrão do JOÃO FIGUEIREDO ultimo presidente do regime militar o homem que promoveu a reabertura neste pais. Eu era menino e adorava aquela frase. Eita bordões...
Estou escrevendo porque o Odara me ligou e como sou da cena conheço bem nossos jogos ... Como nós artistas jogamos nê. Mais que a classe politica. Bem mais.
Também nunca temos nossa sobrevivência garantida porque neste pais não se cria bolsas de arte como as do CNPQ. De garantia de renda para nossos artistas e este pais vira outro. Pena que o Lula não sacou isto vai deixar o Serra sacar?
O Ministério da Cultura merece cinco por cento do orçamento nacional só a cultura cria um novo homem.
Educação e cultura são a mesma coisa eita burrice ninguém saca isto. E nos artistas sempre passando fome até literalmente. Nosso sonho de trabalho é a Globo e a Record prefiro a TV Cultura a Futura eu criaria uma novela que contasse desde Portugal e Africa a história do Brasil.
Sobre vários pontos de vista na visão de nossos cineastas, roteiristas seria uma grande obra bem aberta.
Não me identifiquei com o projeto Direções em sua terceira -fase aquela iluminação é horrível e
Cocoricó no cinema com iluminação de TV não entra.
Mas os cara dá cultura são bons eles vão sacar. Paulo Markun me de um contrato ?
Gente vão ver o barquinho de nosso Odara ele estava maravilhoso no Labirinto de Januário junto com a Bete Bino.
Eita gente talentosa no mais vou é almoçar AI QUE PREGUIÇA ... VIVA MÁRIO DE ANDRADE....

João Carlos Faria

Editora República de Pasárgada

http://www.youtube.com/watch?v=MBPioMt8us4

domingo, 19 de julho de 2009


A editora REPÚBLICA DE PASÁRGADA promove o 1 encontro de artistas no Café da Siciliano nesta terça - feira as 8 da noite.
Tratasse de um encontro informal para conversar sobre artes, literatura , novos projetos.

No Center Vale Shoping

Brasil São Paulo São José dos Campos Jardim Paulista

Maiores INFORMAÇÕES - Joca Faria - João Carlos Faria - cel 012 9113 54 17

http://www.youtube.com/watch?v=dbQLvaE0WM0

quarta-feira, 15 de julho de 2009




Milton Teixeira De Mendonça


Logo marca de Milton



Cade o bom senso na sociedade hipermoderna?

Joca Faria

A Carla K no twiter perguntou quando acaba o inverno acredito que é lá para meados de Setembro.
Faz anos que não vejo um inverno assim. Ontem estava lendo uma bobagem no site feminino de Terra dez maneiras de se fazer sexo anal. Não cheguei a quarta -resposta que crime contra a natureza. Psiquiatras , pisicologos incentivarem estas práticas não naturais de sexo?
As pessoas jogam os códigos religiosos na lata do lixo. Eu mesmo achava que ser livre era se entregar a estas práticas bestiais. Epa quando adulto nunca fiz sexo anal. Só na fase de adolescente era o ativo. E reflito esta situação até hoje mais isto é para meus terapeutas.
Estamos num desrespeito total as normas e a normalidade acredito que não devemos ter nenhum preconceito mas agora o site Terra incentivar uma prática desta já é um abuso. Epa censura não. Mas bom senso sim. Já não estamos na época do Marques de Sade que foi preso num hospício.
Devemos respeitar a liberdade de expressão mas e os adolescentes seres humanos em formação?
Que cabeça que as meninas de 13,14, 15 anos fica ao ler um texto daquela natureza. Marcelo Tas
matou a pau. Quando fez a matéria sobre pedofilia eu um marmanjão não sabia onde por a cara e a sala de casa só tinha eu.
Como nos seres humanos do sexo masculino somos mal educados em relação a nossa sexualidade.
Senhores editores de sites como Terra, Yahoo, Uol tenham o bom senso. Ou teremos que usar do código civil ir ao hipócrita congresso brasileiro?
Quero ver uma entrevista da Marta Suplicy sobre este tema. Irei encaminhar este texto ao deputado Marcelo Ortiz do Partido Verde de São Paulo.
Agora passo da ótica de poeta e aprendo o universo da pedagogia. Censura não bom senso sim.
E por favor senhores editores de sites não joguem a culpa nos pais. Os senhores já foram adolescentes portanto sabem como adolescentes pensam.
Censura não bom senso sim. Longe de mim ser o paladino da moral. Sempre escrevi textos pornográficos.
Mas escrevo para um público adulto. Assim espero né.
No mais encerro este quase desabafo. Censura não bom senso sim.

João Carlos Faria

República de Pasárgada

www.vejosaojose.com.br

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Réquiem a MICHAEL JACKSONNNNNNNNNNNNN

Joca Faria

"Todo ser nasce divino, mas a maioria escolhe reprimir a divindade e virar pedra quando seu destino era ser estrela"Franklin Maciel


Ele se foi ??? Só agora acordei deste pesadelo ele se foi ??? ...Cantar em outra dimensão nunca mais o teremos somos menos UM. Uma parte de nós se foi é como se perdecemos uma mãe, pai, esposa,filhos, amigos ele sempre fez parte de minha vida de sua vida .. Tenho quase quarenta – anos e o perdi.
Só me resta fazer este canto ... Ouvir suas músicas ... Fazer meu solitário Tributo a Michael JacKSONNNNNNN ... Somos ele agora ele faz parte de minha arte... Sou um cameleão uma metamorfose .. Somos Raul Sexas... Cazuza ... Elis Regina e agora somos Michael nome de anjo... Uma eterna criança dentro de nós... Ele se foi ... Um dia também iremos. E onde estivermos verEmos sua estrela ... Ele é cinco milhões de estrelas .
.. Você partiu cedo ... nos deixou muito cedo... Queríamos comemorar seu centenário com você aqui... Um dia estAremos todos juntos numa estrela neste universo...
VOCE ajudou a nos divertir... ensinou a paixão e o amor... Talves Não tE interpretamos como deveria
perdoa nós de nossa completa ignorância...POR FAVOR NOS PERDOEEEE
E VÁ VOE AGORA ÉS UM PASSARO A VOAR PELA GALAXIA ...AGORA ÉS LIVRE...
UM abraço um beijo e a saudade QUE nos resta a saudade...A ETERNA SAUDADE ...

João Carlos Faria

República de Pasárgada

jocafaria.blogspot.com
Franklin Maciel:
Heart's BookS

e ousasse ler seu próprio coraçãoVeria a poesia escondidaSob a capa dura com que se fechouReencontraria a palavra perdidaA leveza, a fé e o sorrisoDe quem pode mais da vidaQue o ato covarde de entregaEm cada página, em cada vírgulaDescobria a verdade ocultada em cada entrelinhaProvaria os beijos que não deuO perdão que não soube provarApagaria os milhões de adeus que deu sem darNo rodapé das páginasEncontraria a sua caligrafia apaixonadaTatuando o amor que era pra sempreMas deixou ir emboraQuando ler seu coraçãoToma-o nas mãos, devora-oAli está a sua canção!A história nele gravada é bem diferenteda história oficialHá dragões, há aventura, fadas e anõesE o príncipe transformado em sapopelas convençõesPreserva intactos seu amor e feiçõesProvando que o amoré e sempre foi o melhor e único caminhoNão procure nele as histórias que inventamos todos os diasPara justificar nossas mentiras que passamos à acreditarPra que as nossas escolhas sejam mais aceitáveisLá só encontrará a verdade não ditaVerdade sentidaMas que é toda a verdadeQue Deus pode te darAo ler seu coraçãoEscutaPára tudo que estiver fazendo e escutaDeixa sua verdade escorregar pelos labirintos da sua almaComo quem se banha no Jordão e sai batizadoEntão perceberáque sempre estive ao seu ladoE que nunca mais se sentirá sozinha (o)Leia seu coração

Franklin Maciel

sexta-feira, 10 de julho de 2009




Sr. Prefeito Eduardo Cury ontem dia 9 sai do Vale Sul Shoping por volta de 11 horas. E esperei um onibus em direção a Vila Industrial até 1 da manhã como eu tinham umas 30 pessoas que foram se arranjando com seus celulares. Chegou 1 hora peguei um táxi.E onde fica nosso direito de ir e vir.Sr. Prefeito ou me deem uma resposta satisfatoria com ação e onibus ou vou procurar o ministério público.UM ABRAÇO.

João Carlos Faria

Desabafo Os painéis espalhados pelos pontos de ônibus centrais retratando a cidade são emblemáticos: Belas paisagens, mas onde estão as pessoas que fazem esta cidade? Nenhumrosto, nenhum sorriso, nenhum gesto, como se São José dos Campos fosseum paraíso deserto, lindo, mas sem pessoas, sem vida pulsando. Tudoacontece num silêncio de pedra. Ninguém nunca contesta, ninguém nuncase manifesta... Mas o que há por trás desse silêncio? Que há por trásdessa fachada? Será que ninguém tem nunca nada à dizer ou tiveram suasvozes sufocadas? Devez em quando alguém surta, enlouquece, quer até se matar por nãosuportar esse silêncio forçado, imposto, mas daí o tratam como louco efica tudo por isso mesmo... Mas será só isso mesmo? Háum tédio e uma desesperança estampados na maioria dos rostos daqui. Umsentimento morto que faz acordar já mal-humorado sem saber por que, quenos torna irritadiços o tempo todo e nos empurra à se afogar em copos de cerveja em fins de tarde e em churrascos banais nos fins de semana. Amo demais minha terra e isso me deixa muito triste. Ficotriste porque conheço o potencial da minha gente.. Vejo essa vidalatente aprisionada em convenções covardes cujo fim é atenderinteresses que nunca de fato serão os seus. Quanta gente fabulosa, extraordináriaacabou desistindo e se rendeu! Em troca de um pequeno conforto, de umpequeno fôlego, venderam amores, sonhos, utopias para ser mais um robozinhofalando amém pra tudo. Mas o homem de lata não tem coração e calar issodesmonta seus parafusos por dentro e lentamente vai se tornando ummiserável com dinheiro e feio por dentro, vazio, e este vazio, altaronde sacrificou seu espírito e coração, vai se enchendo aos poucos deamargor, que logo vira câncer, derrame, ou algo similar. Quero mais pro meu povo, quero arrancar de suas gargantas o grito preso na infância e que quer sair dum modo ou d'outro. Quero tirá-lo desse casulo interminável para que possam voar livres pelo céu como borboletas. Que as pessoas se amem, se cuidem, se preservem mutuamente. Vejoum Cristo em cada homem, mulher e criança dessa terra e a cada um delesdevoto a minha reverência e obediência , mas até quando estes Cristos estarão curvados à esta Roma insensível e desumana que sacrifica muitos em benefício de uns poucos. É preciso ter fé e coragem para enfrentar o desafio de fazer dessa cidade uma terra de homens e mulheres livres. Construímos avenidas e edifícios demais, é hora de construirmos nessa cidade sorrisos. Franklin Maciel
Mais informações

Telefone/Fax

156(12) 3947-8000

Email
156@sjc.sp.gov.br

Endereço

Rua José de Alencar 123, Vila Santa Luzia CEP: 12.209-530Paço Municipal
Site desenvolvido pela Prefeitura Municipal de São José dos Campos - Todos os direitos

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Seguindo os instimtos ... selvagens...

Joca Faria


Eu eu eu não resisto a estas beldades em sites como Terra e Globo.com lindas mulheres... Eu hoje homem de fé ... Não resisto a estes encantos femininos ... a estas ninfas eletronicas ... Mulheres quase distante de nossas vidas normais...
Quando garoto via as revistas como Ele e Ela e agora homem de quase quarenta não resisto a tentação de ver suas quase nudez ... Num jogo de belos corpos... Não devo cair em tentação hei de resistir ao belo corpo feminino...
Embora para mim o belo não tem sexo, não tem desejo ... Somos de carne e ouço ... Entre belas mulheres leio a poesia de Edu Planchez poeta que amo de coração...
Nos encontramos por duas vezes em Paraty ...

João Carlos Faria
A constituição de 1988 ...no artigo quinto...

Joca Faria


Manhã de uma quinta-feira 9 de Julho de 1932. Estou aqui em São Paulo acompanhando o desenrolar da história hoje tres jovens estudantes foram assassinados pela policia de Getulio.
Deve ter sido assim as matérias naquele dia. O Brasil estava sem uma constituição Getúlio Vargas havia posto fim há politica do Café com leite mantida por Mineiros e Paulista na hoje velha República a mesma velha República que massacrou Canudos. É assim a história de nossa nação.
E também do mundo quem tem as armas manda. E hoje as armas são a tecnologia de informação.
A internet facilitou a criação de vozes que nunca teriam vez na antiga imprensa que está em metamorfose. Eu adoro ler jornais em papel e assistir a jornais televisivos uma mídia soma as outras.
O censo critico é cada vez maior. Tá corremos o risco da pornografia mas a vida é risco. Temos sempre que descobrir o caminho do meio.
Ando a ler o artigo quinto de nossa constituição de 1988 um belo texto. Quem não conhece a constituição de seu pais não sabe de seus direitos e deveres.
Deveria ser a Constituição matérias nas escolas desde a tenra idade. A muito a se fazer pela educação neste pais. Agora cursando Pedagogia descubro a real importância da escola.
Sempre fui um péssimo estudante agora preparo-me para dar aulas. A vida é cheia de volta uma pequena Sansara.
Os Paulista perderam a guerra – civil mas o Brasil ganhou uma constituição. O Brasil sempre teve grandes homens como Getúlio Vargas. Seu governo tem heranças boas e más até hoje.
Ele gostaria de ter se aliado a Hitler foi pressionado pelos Americanos botaram uma esquadra no Oceano Atlântico afundaram vários navios.
É assim a história. Tivemos Getúlio, Juscelino Kubstchec, Jânio Quadros, Figueredo. Sarne y anda se ela miando. Acredito que Fernando Henrique faz o papel correto de ex presidente o real completou 15 anos sem ele o Brasil não enfrentaria uma crise tão bem assim.
É cedo para avaliarmos Lula não tenho o distanciamento. No meu coração tem lugar para Lula e Serra a minha intuição tá dizendo que José Serra ganha a eleição.
Na ultima eleição votei em Lula e Serra não simpatizo com o PSDB mas sou fã de Serra como sou fã de alguns outros políticos de direita,centro e esquerda.
Quem faz a história são as pessoas para o bem e para o mal devemos estar acima disto.
Ao meu ver Lula e Serra são estadistas Lula só tem um nome e este nome é Ciro Gomes.
Dilma não tem carisma. Uma qualidade básica de lideres.
Viva as constituições brasileiras feitas ao longo de nossa história feita de sangue,suor e lagrimas.
São José dos Campos 9 de Julho de 2009.

João Carlos Faria

República de Pasárgada

http://artegaia.blogspot.com/

www.vejosaojose.com.br

www.entrementes.com.br

terça-feira, 7 de julho de 2009


Bom dia resolvi escrever direto no blog ainda falando de Flip acabo de ler uma matéria interessante num blog pena que não peguei o nome da figura. Não percam a Flip do ano que vem...Abraços

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Flip 2009

Felizmente este ano pude acompanhar a Flip bem de perto fiquei de sexta-feira a domingo e não me arrependo em nada. Ano que vem se o universo permitir estarei de novo na Flip.
Foi um banho de relacionamento humano e vivencias conheci gente de todo este planeta Terra distribui cerca de 30 cds. O destino da chuva no ano que vem vou preparar um material gráfico com minha obra para a divulgação.
Lá na Flip encontrei gente de minha província São José Dos Campos gente como Beatriz Galvão. Josefina Neves Mello e Edu Planchez.
Troquei meu cds com outros autores que como eu estavam divulgando sua obra. Que terei o prazer de lelos durante todo este ano.
Declamei meus poemas nas ruas de Paraty gritei para variar Poesiiiiiiiiaaaaaaaaaa ....Na ponte que cruza o canal e uma bela senhora antes de eu pegar o ônibus de volta a minha linda província me reconheceu. Uma simpática carioca. Mas simpáticos e de bem com a vida foram todas as pessoas que encontrei desde o povo da pousada aos povo que freqüentava a festa. Conversei com vários famosos. Distribui meu cd. E no domingo num papo sobre ação cultural fiz um breve contato com uma editora da Companhia das Letras que me falou que eles lêem algumas páginas de livros que são enviados. Pena que ainda não ousei escrever um romance. Adorei o Bate Papo com Chico Buarque mas Antônio Lobo Antunes me cativou vou ler seus livros a Literatura Luso agora tem dois gênios ele e Saramago. E no meu coração tem muito espaço para eles dois.
Encontrei o colega MARCELINO FREIRE que agora tem uma obra minha.Vi alguns eventos na Off Flip mas os sarais que aconteciam nas ruas era o supra – sumo onde quase todos os grupos eram
cariocas gente que já´conheço.
Conheci muita gente que escreve e mora em Sampa. Enfim para mim um jovem escritor foi demais estar na Flip farei um esforço para estar em novembro na Fli Porto. E também na Bienal de Literatura no Rio.
O importante e estar vivo e fazer as coisas que gosta. Vesti um vestido indiano que não é um figurino e sim um vestido masculino seguindo o artista plástico Flávio de Carvalho.
Pena que não achei ônibus para subir por Cunha iria ser o máximo. Encerraria a viagem com chave de ouro.
Quem sabe no ano que vem...
No mais acreditem em seus sonhos...

João Carlos Faria

República de Pasárgada

http://artegaia.blogspot.com/

sexta-feira, 3 de julho de 2009

A batalha de Shiva e Ganesha ...

Joca Faria

Bom dia Brasil que sexta-feira gelada e ai num fui a Flip não vou passar frio numa barraca. Quando eu tiver grana para uma pousada eu vou. Campi ng no máximo no verão. Quem sabe um dia invisto em pousadas populares.
Joca Faria um empresário será o bixo. Caraca tive a idéia para um longa sobre a lenda de Ganesha
Filho de Shiva e Párvati vocês sabem que o pai Shiva saiu para fazer trabalhos espirituais e deixou o filho tomando conta da casa quando voltou o filho não o reconheceu e ai a briga foi grande dois mestres brigando. É muita força juntas o pai levou a melhor e cortou a cabeça do filho. Quando a mãe chegou foi aquela briga e o pai foi a mata atlântica próximo a pedra do baú. E achou um elefante que tinha fugido de um zoológico. Cortou a cabeça do elefante e pois no filho.
Imaginem uma peça de TEATRO e um longa METRAGEM bem feito sobre este tema. Adoro Ganesha. Ai depois Shiva foi comandar a guerra de Arjuna?
Ai nasce o Mahabharata aviso não é mata barata e sim Mahabharata em resumo uma luta entre uma mesma família para disputar o poder na antiga Índia mas é mais que isto um tratado esotérico e filosófico sobre o ser humano.
Estes livros Bíblia, Mahabharata, Livro dos Mortos e outros livros sagrados são imemoriais e fundamentais em qualquer época.
Eu já li uma versão do Mahabharata e quero reler. Agora que consigo lembrar do homem com cara de elefante nosso querido protetor dos lares Ganesha mas pode por um crucifo em frente a porta. Ou benzer uma água estes são simbolos de fé. Nosso Deus está dentro de nós mesmo. As religiões e esoterismo cumprem a função de nos ligar ao Pai.
Cada uma a sua maneira. Qualquer hora passo numa banca católica e compro uma camiseta e um santo. O importante é a fé desde que não sejamos cegos.
Cada um de nós que crie sua própria ligação com o divino. Quer ato mais religioso que uma bela partida de futebol em pleno Maracanã. Um dia assisto outra partida lá.
Ou ouvir Secos e Molhados e Raul Seixas a arte pode nos levar ao abismo como aos céus.
Mas tudo que sobe desce. E tudo que desce sobe não é meu não é Hermes Trimegisto o trés vezes grande. Acredito que ele encarnou o Cristo por trés vezes. Já deve estar no Ain?
Ai ai ai de mim que ainda estou na matéria nem aprendi a sair em astral ainda quero morrer morrer morrer. E nada mais me importa do que a amada morte.
E ser novamente livre. No sentido real de liberdade. E não estas fantasias ego icas. Agora tó indo preciso tratar dos passarinhos e de uma calopsita e dar umas voltas pela cidade. Vender meus cds .
Um bom fim de semana a esta nossa quase humanidade.
Ao Dailor Varella e ao Reginaldo Gomes.

João Carlos Faria

República de Pasárgada

www.vejosaojose.com.br

www.entrmentes.com.br

quarta-feira, 1 de julho de 2009

TWITTER

Joca Faria

Ando usando o Twitter e estudando um pouco para a faculdade o TWITTER é um bom exercício de concisão mas preciso escrever. E agora mais há vontade ainda tão dizendo que não sou poeta ... Não tó nem me lixando vou é continuar a escrever enquanto tenho ótima saúde mental. Não quero estar preso as normas literárias. Sou fruto da hipermodernidade e nada mais. Qualquer hora desta arrumo alguém que seja quase- humana e me ajude a dominar as regras gramaticais. Se ainda não sei não sei e pronto.
Talvez escrevemos para poucos que nos entendam e isto já basta. Escrever é oficio duro falamos dos erros dos outros mas e os nossos? Não somos donos da verdade. Nem Deus é a verdade. O que existe além de Deus. Adoro assistir Los t o cara que comanda a Ilha é uma especie de Deus o Jacob.
Felizmente ele sempre está com um livro as mãos. Ele salvou SAID e não pode salvar a esposa de Said por isto nunca condeno José Dirceu todos acham o cara um canalha mas ele fez e faz as escolhas dele. E num é que o homem está firme e forte articulando a eleição de Dilma Roussef esta briga eleitoral é muito pesada de um lado José Serra de outro José Dirceu dois lados da mesma moeda?
Serra quebrou as patentes de remédio da Aids . Enfrentou a poderosa indústria do remédio.
Ele tem grandes chances mesmo com a maquina do governo a favor do PT de José Dirceu.
Lula esta terminando um grande mandato mas ao meu ver erra em apostar em Dilma Roussef a moça é um gênio mas não tem carisma e está com câncer? Ela comandou Mariguela e La Marca.
Lula precisa criar outro poderia ser Paulo Coelho? Eu sugiro Ciro Gomes o cara é fera e está muito bem preparado.
E só lançar via PSB e se subir jogar folego. Resumo dinheiro neste pais DEMOCRÁTICO até poste e eleito com prestigio e dinheiro vide Eduardo Cury prefeito eleito com o apoio do carismático Emanuel Fernandes.
Lula não fará o mesmo com Dilma? Eu acredito que não pena que ele nunca lerá este meu texto.
O sistema eleitoral nosso é bem mentiroso campanha só se faz com grana.
Voltando a Los t que tem articulações mais interessantes que nossa falsa realidade? Eu estou aqui.
Ainda bem quero terminar meu texto são e salvo estarei na Flip e Flap.
Discordo de Lobo Antunes e concordo com Marcelino Freire temos por obrigação estar no mundo.
Se não nunca teremos o que escrever. Daqui a pouco vou para a cidade.
E viva a vida ... Lula lance CIRO GOMES...
Boa Flip a todos ...

João Carlos Faria

República de Pasárgada

http://twitter.com/JocaFaria

www.entrementes.com.br

www.vejosaojose.com.br