segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Pó Marcelo Tas

Joca Faria


Estou perdido entre cabos e manuais de controle de uma câmera Sony Cyber Shot que comprei num shopping qualquer. Quero retratar o mundo e as novas utopias. De uma maneira que eu sei retratar. A cidade a urbanidade. De hoje em nossa Hipermodernidade. Estamos entre o céu e o abismo. Será que conseguiremos saltar? Leio a poesia de Edu Planchez as frases de efeito de Franklin Maciel que agora é Fuad Abbas o rapaz agora é Muçulmano que sua escolha lhe abra seus caminhos por entre as cobras e os espinhos e suba as montanhas e chegue a sua redenção que os Anjos o guiem amém. Espero que o Davi F.F. Não atire uma estilingada na nave que leve Abbas ao espaço sideral.
Ouço Paulo Rafael num vide-o que fiz. Hoje surtei e comprei algumas cds e dvds que minha quase alma necessita nas Lojas Americanas do Center Vale não sou dá impressa que vou é citar estes espaços um dia ganho pela propaganda. Adoro um Shopping Center.
Estou na mão com trés DVDs Abba , Tom Jobim e Vinícius de Moraes e o ancestral e antológico
O PLANETA DOS MACACOS com Charlton Haston e Roddy Macdowll que assisti em minha infância e agora os tenho em mãos. Como esta indústria cultural acerta a mão são obras fundamentais em nossas vidas. Nada de Zé Mira com cara de choro nê Toninho Macedo. Fico perplexo de ver na era digital fazerem uma campanha tão bem feita que até A Revista Caros Amigos entrou na onda só faltou a Piauí e o Entrementes e Vejo São José. O Valeparaibano caiu na onda.
Não e que Raul Seixas mereça seus 20 anos mas de morte. Comemorar a morte viva a vida.
Participo de uma Cena Cultural onde encontro muitos talentos e tento entender o mecanismo de uma industria cultural forte e mundial.
Este papo que a industria musical vai quebrar é furado. Necessita-se de um esquema de produção, divulgação e não é barato não.
Estava caminhando por São Francisco Xavier e matutando como fazer uma banda como a Ursa Maior decolá r e sem uma gravadora por trás não vejo como?
Nem toda grana do mundo consegue viabilizar um projeto se não tem um público especifico e que público consumiria Ursa Maior, Paulo Rafael, Fuad Abbas ? Precisamos entender este mercado sem nenhum pré- conceito.
Ou não compraria nas lojas um trabalho deles ? Imaginem um cd da Ursa sem um marketing por trás sem circular no Faustão, Gugu ou até Metro polis da TV Cultura pó Marcelo Tas escreva um livro sobre este tema eu juro que compro.
Chutei o balde com as Fundações Culturais vide Cassiano Ricardo e SESC não vou mais perder meu tempo enquanto agente cultural com elas vou é ser um produtor. Estas instituições só compram a coisa pronta. Não fazem ação cultural de verdade. Nunca são transparentes com os artistas que nunca deixam de ser emergentes. Já vi colegas de Sampa esperar trés horas para serem atendidas no SESC São José dos CAMPOS.
Foda-se elas agora com elas é só como público. E se pagarem nê. Pensei num teatro de bolso para São Francisco com peças de Harley Campos e Nélio Fernando. Nunca um Fundo de Cultura permitiria algo assim até a Lei Ruanet não permite eles querem a classe artística pedindo esmola a eles a vida toda afinal somos cabos eleitorais bem baratinhos.
Lula, José Serra, Carlinhos Almeida, Eduardo Cury na questão da Cultura são farinhas do mesmo saco.
Fizeram um auê para dar uma graninha a Caetano Veloso e Gilberto Gil e fazem o mesmo com qualquer grupo de teatro do pais ou cineasta. Vi uma fila imensa fazendo média no lançamento do VALE CULTURA.
Precisamos achar caminhos via a iniciativa privada e cooperativismo o Estado Brasileiro está na mãos de Partidos Políticos mafiosos PT, PSDB,DEM,PV.
Se não fosse a industria de entretenimento artistas do porte de Alceu Valença, Gal Costa, Cazuza,Frejat, Chico Buarque nunca se estabeleceriam a internet ainda não afirmou ninguém?
É estamos ai vivos nesta era hipermoderna quem sabe uma hora desta fazemos um longa e ganhamos uma Jabuticaba?
Prefiro a minha parte em dinheiro como sempre falou abda Almirez que disse que iria mudar o nome da cidade?
No mais tó indo aprender a meditar. Beijos incendiáriossssssssss.........
Um dia porei Samael Aun Weor em todas as livrarias e bancas de revista do pais.


João Carlos Faria


Editora Pasárgada


www.vejosaojose.com.br


http://www.youtube.com/watch?v=XzLfEPigWYQ

Nenhum comentário: