quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Natal


Joca Faria

E ouve um tempo em que fotos eram no máximo 36 agora são as digitais nem bem sei quantas se produzem, mas se perdem neste universo virtual. Então é Natal não vou escrever belas frases de escritores de auto-ajuda. Gosto de falar do inconsciente e transportar ao consciente. Gosto de pessoas e de animais adoro viver. Este natal está sendo ótimo não fiz todas as reconciliações que deveria fazer. Não amei todas as mulheres que deveria amar. Em termos de amor de corpo quase não tive e a terei. Sei que sou uma pessoa imperfeita que não passa em concurso público, mas desejo a você que passe e se não passar não é o fundamental. Nem rezar, fazer mantra é fundamental. Fundamental é amar incondicionalmente e eu te amo. Sejas quem for. É mais importante dar atenção aos poucos amigos que temos. E na vida inteira cultivamos poucos amigos que se conta num dedo das mãos. Você pode ser famoso, rico ou pobre sempre terá estes amigos. Que ás vezes aparecem no seu ponto de vista em oras erradas sempre pronto a tirar uma onda. Pois tem intimidade para isto. Apontar-lhes defeito. Nada de ombro amigo isto é coisa de autor de auto-ajuda. Nada contra eles, mas sou mais eu. Isto nunca quero ser , pois sou imperfeito é isto que me faz ser humano. Nunca passei em primeiro lugar em nada. Já furei muita fila já desejei mulheres de outros. Mas já passou vivo o agora. A você que acha que lhe fiz mal peço desculpa nem esquento se aceitas ou não. A minha consciência vem em primeiro lugar. Mando lhe um cartão de natal através deste texto. Não fiques a remoer PROBLEMAS que não existe. Não sejas um personagem daquela música de Cazuza. Daquelas almas bem pequenas como ele cantou. Procuro não ser um personagem daquela bela canção de Cazuza. Amigo prefiro ser um exagerado que se joga aos seus pés e pede desculpa a vida é uma só. Aproveitas talvez só sejamos passado. Um dia quem sabe o agora. Vá siga seu caminho, pois que dentro de nós seja natal e o que teu cristo nasça dentro de ti. No mais um fraterno abraço. Estou sempre aqui o telefone é o mesmo, a rua e a mesma. Vá siga seu caminho, pois velhos amigos sempre estão abertos para um recomeço. Nas melhores festas...



João Carlos Faria

Editora Pasárgada

Dia 23 de Dezembro de 2009.

São José dos Campos São Paulo Brasil

Nenhum comentário: