domingo, 3 de janeiro de 2010

Bom ainda não cheguei ao meu texto neste ano falta de experiencias não o são as inspiraçoes são grandes mas este texto de CHARLES PABLINO DE OLIVEIRA.


Joga novos argumentos contrário ao senso comum.



Joca Faria





É preciso comer menos carne para salvar a Terra?"

Esse foi o título da mensagem.

Nada tenho contra seu conteúdo, mas gostaria de

falar algo sobre seu título.



É preciso comer menos carne para salvar a Terra?

E a resposta, com 100 % de certeza, é: Não.



É preciso reduzir a emissão de poluentes para salvar a Terra?

E a resposta, com 100 % de certeza, é: Não.



É preciso parar de desmatar para salvar a Terra?

E a resposta, com 100 % de certeza, é: Não.



Pois a "Terra" não está em perigo. A Terra é um planeta dinâmico,

que já passou por transformações muito maiores do que as transformações

climáticas que estamos provocando: Já foi quente demais,

já foi fria demais, já teve apenas um continente agrupando

toda a porção terrestre do planeta, que se separou

num processo sísmico violento, ao longo de muitos,muitos

anos...Aconteceram várias extinções em massa, dentre as quais

a mais famosa é a dos dinossauros. .. Tipos de florestas e animais

que existiram no passado deram lugar a outros... E por aí vai.



De fato, o que poderia acabar com a Terra, seria um impacto de, por exemplo,

um asteróide imenso, que tivesse capacidade de explodir o planeta (bastante improvável

mas não totalmente impossível), ou então, como efetivamente deve acontecer daqui a cerca de

4 ou 5 bilhões de anos, a evolução natural do Sol, que acabará com seu estoque de hidrogênio

e passará a consumir seu estoque de hélio, tornando-se uma estrela gigante vermelha,

que irá, aumentando de tamanho, incinerar a Terra e os demais planetas do Sistema Solar.

A Terra se recuperaria até mesmo de uma guerra nuclear, e nem toda a vida seria

extinta (nos oceanos, por exemplo, muitos serem sobreviveriam, e há microorganismos que vivem até sobre lixo nuclear).

Quando a radição voltasse ao normal e acabasse o inverno nuclear, a vida voltaria a se desenvolver pelo planeta todo.



O que eu quero dizer com isso tudo? Que jamais obteremos as respostas corretas

partindo das perguntas erradas. Não está em jogo o futuro da "Terra", pois ela irá

sobreviver a tudo o que fazemos, como se fosse mais um dos processos naturais pelos quais ela

tem passado ao longo de sua existência. A pergunta correta seria:

O que devemos fazer para manter a existência da VIDA HUMANA na Terra?

Coisas como: "Salve a Terra" , "Salve a Natureza", dão a impressão de que não somos

nós que estamos em risco, que estamos fazendo uma espécie de favor ao planeta,

que estamos sendo benevolentes.

Portanto, se alguém concorda com o que eu digo, que passe a fazer essa pequena,

mas importante diferença, quando for escrever ou falar sobre esse tipo de tema:

O que podemos fazer para preservar a HUMANIDADE? A VIDA HUMANA?

Etc, todos os sinônimos. Porque a Terra e a Natureza desse planeta existiram por bilhões

de anos sem a presença do homem, e continuarão a existir sem ele por outros bilhões de anos.

Quem sabe, escrevendo assim, finalmente as pessoas comecem a perceber que o problema

é com elas, e que é vital, e não opcional, pensar seriamente e fazer algo a respeito disso.

Bom 2010 a todos!!!!!!! !





Gostaria de fazer novas amizades, então deixo meu msn:

charleslopital@ hotmail.com



Charles Pablino D´Oliveira

Nenhum comentário: